Publicidade
Entretenimento
DIVERSIDADE

'Nunca fui padrão', diz jovem eleita Miss Amazonas Plus Size 2017

Confira a história de Camila D’Angelo, de 25 anos, que pesando 120 kg foi eleita a mais bela do Estado do Amazonas durante concurso de beleza 21/08/2017 às 15:12
Show miss 2
Camila entrou no concurso literalmente nos acréscimos do segundo tempo (Foto: Marcio Silva)
Lorenna Serrão Manaus (AM)

Aos 25 anos, Camila D’Angelo conquistou a coroa do Miss Amazonas Plus Size 2017, realizado em Manaus no último dia 5 de agosto. Foi a primeira vez que ela encarou uma passarela e com muita segurança e carisma foi eleita a mais bela do Estado. Pesando 120 kg, Camila revelou que por conta do peso não teve uma infância tão fácil, fazia parte do grupo dos “diferentes” e por isso, agora, quer usar esse título para mostrar que o mais importante é ser respeitada.

Camila entrou no concurso literalmente nos acréscimos do segundo tempo. Um dia a vendedora de uma loja disse que ela era muito bonita e que deveria participar do Miss Plus Size. Ela, que é funcionária pública, decidiu entrar em contato com a produção do evento, mas foi informada que não havia mais vaga.

“Estava em uma loja de all sizes quando a proprietária disse que eu deveria concorrer ao Miss Amazonas Plus Size. Considerei a ideia, mas quando entrei em contato com o Fernando Salignac (coordenador) fui informada  que o concurso já estava lotado. Aí três semanas depois houve uma desistência e fui chamada”, comentou Camila.

Foi assim que ela estreou nas passarelas. E ninguém pode negar que foi com o pé direito. Antes do Miss Amazonas, Camila desconhecia esse tipo de concurso, que tem como principal objetivo enaltecer a beleza da mulher, criar boas referências e, claro, inspirar o empoderamento feminino.

“Antes do concurso eu não sabia da força desse segmento. Só tinhas amigas magras, então não sabia que existiam gordinhas fashionistas e lojas que trabalhavam com numerações maiores”, disse Camila, que revelou que agora pretende usar a coroa do Miss Amazonas Plus Size a favor a minoria.

“Pretendo promover projetos que envolvam a diversidade e o respeito às minorias. Pretendo continuar difundindo dicas de moda como blogueira”, completou.

Infância e adolescência

Camila D’Angelo revelou que sempre foi gordinha e por conta do peso sofreu bullying na infância e na adolescência também. “Nunca fui padrão. Além de sempre ter sido gordinha, também só me interessava por andar com pessoas que fossem diferentes. Tive muitos apelidos maldosos, já fui muito rejeitada e tive, inclusive, relacionamentos abusivos. Mas com a ajuda dos amigos e da família superei tudo isso”, afirmou.

Objetivo

O concurso Miss Amazonas Plus Size acontece há quatro anos em Manaus. Segundo o coordenador do evento, Fernando Salignac, o objetivo é preencher o vazio no campo da moda desse seguimento na cidade. “Antes do concurso não havia modelos plus size em Manaus. Então, queremos preencher esse vazio e levantar a autoestima das mulheres com esse evento que fortifica a beleza plus size”, explicou o coordenador.

Publicidade
Publicidade