Publicidade
Entretenimento
Vida

O casamento perfeito entre Instagram e brechós: conheça contas locais que promovem o desapego virtual

Rede social ajuda a impulsionar prática de gente que quer vender itens de moda semi ou novos por preços bem mais em conta do que os das lojas 07/08/2015 às 15:01
Show 1
Itens de marcas famosas a preços reduzidos, quase todos sem uso, chamam atenção no Instagram @desapego_katy
Loyana Camelo Manaus (AM)

A ideia de brechó  talvez seja uma das mais simples formas de se traduzir o que prega o desapego: se algo não está sendo usado, por que não passar adiante e ainda ganhar com isso? As peças, geralmente novas ou semi, são vendidas a preços mais interessantes se comparados com os das lojas. Como maioria das mulheres é  curiosa e exigente no que se refere a seu guarda-roupa, as redes sociais são aliadas pois permitem que elas tenham acesso a fotos dos itens e ainda consigam negociar preços de maneira fácil antes de fechar o negócio. Primeiro foi o Facebook; agora, é a vez do Instagram ser o principal canal do desapego virtual.

Em Manaus, a tendência  cresce a olhos vistos pelo número de gente que fez contas no Instagram voltadas para brechó. Depois de ver amigas com peças novas e paradas, a assistente comercial Katiúscia Castro se propôs a ajudar a vendê-las. “No início, as fotos eram enviadas por grupos de Whatsapp  e eram vendidas apenas entre o nosso grupo de amigas. Agora com a onda dos Insta-brechós, aderi à ideia e estou postando as peças”, relembra.

Assim nasceu o @desapego_katy, Instagram recheado de roupas e acessórios femininos de marcas famosas como Kenzo, Chanel, Charlotte Olympia, Christian Louboutin, Nike, Valentino e outros, sendo 90% das peças novas. Quem gosta, entra em contato pelo Whatsapp, marca de encontrar Katiúscia para pagar e levar o item. “O custo beneficio é ótimo, pois são produtos originais com preços bem abaixo do valor de loja”, comenta. 

Internet como aliada

As redes sociais sempre foram um recurso amigo para Marcella D'Oliveira, uma das organizadoras do “Our Brechó”. O evento acontece sazonalmente, reunindo gente interessada em se desfazer de peças em bom estado, mas que já estão encostadas em seus guarda-roupas. Para divulgá-las, antes Marcella se limitava a mandar convites pelo Facebook. Hoje o Instagram (@ourbrecho) se mostrou a ferramenta mais apropriada e eficaz.

“A gente consegue colocar bastante fotos e isso atrai as pessoas. Elas olham, gostam e querem ir aos nossos brechós”, diz, frisando que a compra não é feita online, mas algumas meninas aceitam pedidos de reserva. Marcella explica ainda que em média são de 10 a 15 vendedoras por evento, todas com artigos ideais para o público alvo do “Our Brechó”, qual seja, jovens que gostam de sair e ter looks variados.

Uma destas é a empresária Marianna Rebelo, que vende no “Our Brecho” os seus “desapegos”: roupas, sapatos, bolsas e até maquiagens. Ela mantém em paralelo o seu Instagram próprio (@desapega_amiga) e um feito para vender itens da sua filha (@lola_lacinhos) com produtos novos, lacinhos e fascinators.

Marianna comenta que nos brechós os preços  geralmente são menos da metade dos preços das lojas. É uma forma de contornar o momento complicado da economia. “Em tempos de crise não dá pra gastar em shopping como antes. Mas não podemos deixar de viver, sair e se divertir! Então os bazares são uma opção de passeio e compras baratas”.

A dentista Carol Pedrosa, por si, fez o caminho inverso: quando enjoou do que havia acumulado ao longo dos anos e não usava mais, fez o Instagram @brechozinhodacarol. “Em pouco tempo consegui vender muito mais do que eu esperava, e a conta foi ganhando vários seguidores. Além disso, houve a procura por parte de amigas pra anunciar as coisas delas também”, diz. Pelo sucesso da iniciativa,  resolveu fazer eventos físicos e periódicos, sempre anunciados no Instagram.

Desapego dói?

Com tanto sucesso dos insta-brechós, não dói nem um pouco desapegar? Marcella D’Oliveira dá um bom motivo para se pensar que não. “Consigo comprar coisas novas e estou sempre renovando meu armário. Por isso vai ficando cada vez mais fácil”.


SERVIÇO

o quê:  @desapego_katy / contato:  99200-1719

o quê:  @ourbrecho

o quê:  @desapega_amiga / contato: 98121-6392

o quê:  @lola_lacinhos / contato: 98121-6392

o quê:  @brechozinhodacarol / contato: 98242-3087

o quê:  @chicbazar / contato: 98412-5000

Publicidade
Publicidade