Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
Vida

O samba que ressurgiu com a Lapa: Casuarina grava DVD para comemorar 10 anos

Não por acaso, o DVD que comemora uma década de existência do grupo de jovens que aposta no samba foi gravado nos legendários Arcos da Lapa. Afinal, o surgimento do grupo coincide com aquele momento de reocupação que o bairro boêmio vivia então



1.jpg O Casuarina se especializou no samba mais tradicional e conquistou seu espaço entre os grandes do gênero
02/05/2013 às 11:34

“A Lapa está voltando a ser a Lapa”, diz a primeira frase do samba “A Lapa”, de Herivelto Martins e Bendito Lacerda, que abre o DVD “Casuarina – 10 anos de Lapa”. Apesar de ser um samba dos anos 30 do século passado, diz muito do clima em que surgiu o grupo sambista Casuarina, em 2001, justamente numa época em que a Lapa, revitalizada, estava voltando a ser a Lapa, no Rio de Janeiro.

Não por acaso, o DVD que comemora uma década de existência do grupo de jovens que aposta no samba foi gravado nos legendários Arcos da Lapa. Afinal, o surgimento do grupo coincide com aquele momento de reocupação que o bairro boêmio vivia então.

“Na verdade, a gente costuma dizer que é da segunda geração. Já tinha gente como Teresa Cristina, que veio antes. Na verdade, a gente já estava frequentando essa noite da Lapa”, afirma João Fernando Pinheiro, responsável pelos vocais, bandolins e arranjos do grupo sambista.

O DVD comemorativo faz um apanhado da produção autoral do Casuarina, entremeando as canções próprias com antigos sambas. A história do grupo, aliás, tem muito a  ver com sambas de outras épocas. “Quando o Casuarina foi formado, a gente fazia um curso de preparação para a universidade de Música. Resolvemos nos juntar e, no começo, tocávamos um repertório com sambas bem antigos”, conta João Fernando. “O foco inicial se voltou para esse samba mais clássico”, diz.

‘Lados b’

O resultado é que o primeiro disco da banda foi fruto de uma pesquisa do repertório de antigos sambistas. “No nosso primeiro disco, que é o ‘Casuarina’, de 2005, gravamos o ‘lado b’ de sambistas renomados”, lembra. “Nós todos somos compositores, mas no primeiro disco achávamos que não era o momento de mostrar esse lado autoral”, justifica.

A qualidade musical do Casuarina (pra quem não conhece, vale ressaltar que o grupo é tido em alta conta nas rodas em que se reúnem os melhores artistas da MPB), pode ser comprovada pelos grandes nomes que compareceram para celebrar os 10 anos da banda: Teresa Cristina, Lenine, Délcio Carvalho, Marcos Sacramento, Nicolas Krassik, Zé Paulo Becker, Zé da Velha e Silvério Pontes, entre
outros.

Um time de primeira que se junta ao preciosismo musical do samba do Casuarina. “Tem muito isso na Lapa: os músicos sempre se frequentaram”, minimiza João Fernando. “Além disso, o DVD traz um panorama geral do que a gente viveu nesses dez anos. Tinha que ter muitos convidados mesmo. E esse clima forte de celebração”, diz.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.