Publicidade
Entretenimento
Vida

O templo do rock de amizades, amores e bandas

Porão do Alemão comemora 15 anos no mesmo dia do ritmo que lhe deu fama O templo do rock 07/07/2013 às 12:14
Show 1
Os amigos Michelle Freire, William Lauschner (proprietário), Cézar Dantas e Sandro Rodrigues ajudaram a fazer a história do bar, cada um de uma forma diferente mas muito importante para o Porão
loyana camelo Manaus (AM)

No próximo dia 13, o mundo comemora o Dia Internacional do Rock. Justamente neste dia emblemático, há 15 anos nascia a casa de maior referência do gênero em Manaus. Um empreendimento de início tímido, mas que com o tempo e ajuda de amigos tornou-se hoje nada menos que o Templo do Rock amazonense. O Porão do Alemão foi construído na base de amizade, de amores e, claro, muita música embalando gerações unidas por um só ritmo.

Quando o pai de William Lauschner alugou o ponto comercial para montar o restaurante alemão da família, sugeriu que o filho - na época com 20 anos - desse uma destinação à parte inferior do empreendimento. Assim nasceu o bar, que por influência do patriarca tinha um formato bem diferente: funcionários com vestuário temático, bandeirinhas, comida alemã e MPB. Foi preciso um empurrão dos amigos de William para tudo mudar e o rock n’ roll virar a bandeira do Porão. Foi com a ajuda de cada um deles que o empreendimento superou dificuldades, cresceu e se consolidou como referência rock da cidade.

O DJ Cézar Dantas foi um destes. As memórias remontam ao ano de 1998. “Lembro bem, eu e o William raspando a tinta das espátulas, limpando mesa, pintando as paredes. Aliás, todos os amigos na época lavaram copos, serviram no balcão. Os três, quatro anos iniciais foram sensacionais na minha vida”, relembra.

Ao lado de Dantas e Lauschner, o empresário e funcionário público Sandro Rodrigues também dividiu momentos de ouro desde o início. “Lembro dos amanheceres ao som de ‘Brothers in Arms’ (do Dire Straits), das risadas, dos momentos em que subi ao palco pra cantar com as bandas”, comenta. A parceria entre Rodrigues e Lauschner, inclusive, culminou na organização de eventos históricos do bar, como o show do cantor Jeff Scott Soto, a Banda do Porão do Alemão e um de seus aniversários.

A autônoma Michelle Freire, outra frequentadora veterana, assume que não sabe a fórmula mágica de tanto sucesso. “Acho que se alguém soubesse, já tinha imitado”, conta.

Palco de uniões

Mesmo com o ambiente rock n’ roll passando longe do romantismo, muitos casais ali se formaram. A jornalista Elendrea Cavalcante conheceu o marido, o administrador Ricardo Arturo, no Porão e resolveu fazer o ensaio pré-casamento lá mesmo. Já o casal Márcio e Aline Praia foram mais ousados: em pouco tempo de relacionamento casaram no bar.a comemoraçãoNo dia 13, reúnem-se quatro bandas “da casa” para comemorar tão importante aniversário. Dentre estas, a Critical Age, cujo sucesso veio, primordialmente, dos shows ali feitos “Somos gratos pela oportunidade que nos deram no inicio. Tínhamos vontade, ideias e potencial, mas sabíamos que se ninguém apostasse talvez estaríamos no anonimato até hoje. Só temos a agradecer”, declara o vocalista Arlley Souza.

Publicidade
Publicidade