Domingo, 19 de Janeiro de 2020
Buzz

Obama premia 'gigante' Bob Dylan, de quem é 'grande fã'

O artista não fez nenhum gesto de gratidão ou demonstrou qualquer emoção ao receber a medalha



1.jpg O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concedeu a mais alta distinção civil do seu país ao cantor e compositor americano Bob Dylan. A cerimônia ocorreu na Casa Branca (30/5/12)
AFP
30/05/2012 às 15:18

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concedeu nesta terça-feira a mais alta distinção civil do seu país ao cantor e compositor americano Bob Dylan, a quem qualificou de "gigante" e de quem se disse "um grande fã".

"Hoje em dia, todo mundo, de Bruce Springsteen a U2, deve muito a Bob", disse Obama em uma sala da Casa Branca, na presença do ícone da "música de protesto" dos anos 1960, que vestia um casaco com adornos prateados, gravata borboleta e óculos escuros, que usou durante toda a cerimônia.



"Não há gigante maior na história da música americana", afirmou Obama em alusão a Dylan, de 70 anos, 50 deles vividos nos palcos.

"Depois de todos estes anos, continua procurando um som, um pouquinho de verdade, e devo dizer que sou realmente um grande fã", acrescentou o presidente antes de pendurar a Medalha da Liberdade no pescoço do cantor e compositor, intérprete de canções como "Like a rolling stone", "A hard rain's gonna fall" e "Desolation row".

O artista não fez nenhum gesto de gratidão ou demonstrou qualquer emoção ao receber a medalha.

Nascido em 1961, um ano antes do lançamento do primeiro álbum de Bob Dylan, o presidente disse ter ouvido suas canções quando era estudante.

"O mundo se abriu diante de mim porque (Dylan) havia capturado algo vital sobre este país", afirmou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.