Publicidade
Entretenimento
ALIMENTAÇÃO

Oftalmologista dá dicas de alimentos com vitaminas que beneficiam a visão

Nutrientes importantes para a visão são as vitaminas A, C e E, além de minerais como o Zinco, Ômega 3 e ácidos graxos. Saiba quais alimentos ajudam no bom funcionamento dos olhos: 23/06/2018 às 15:46 - Atualizado em 24/06/2018 às 10:24
Show alimentos
Foto: Reprodução/Internet
Mayrlla Motta Manaus (AM)

Ela é um dos principais sentidos do nosso corpo e por isso precisa de cuidados. Para o bom funcionamento da visão não precisa de muito. A principal dica é investir em nutrientes específicos na alimentação. Se começarmos agora é possível prevenir complicações futuras. 

De acordo com o médico oftalmologista Swammy Mitozo, os nutrientes que são importantes para a nossa visão são as vitaminas A, C e E; os minerais como o Zinco, antioxidantes como o Ômega 3 e ácidos graxos, além da Luteína e Zeaxantina. “Todos influenciam no bom funcionamento dos olhos proporcionando vitalidade à todas as estruturas oculares. Por isso é importante uma alimentação balanceada para obter todos os benefícios”, explica o médico. 

Onde encontrar 

Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, frutas como mamão papaya, manga, laranja e verduras como brócolis, abóbora, batata-doce, além de queijos e ovos são ricos em vitamina A. Acerola, goiaba, pimentão, morango, abacaxi, kiwi, couve-flor, framboesa, tomate e limão são ricos em vitamina C, além da laranja e brócolis citados anteriormente.

Já em alimentos como amêndoas, amendoim, espinafre, semente de girassol, azeite, cenoura, pepino, abacate e Castanha-do-Pará podemos encontrar a vitamina E. O Zinco está presente em grão-de-bico, ervilha, feijão, carne vermelha, fígado, cereais integrais, castanha de caju e ameixa. 

Os Ácidos Graxos e Ômega 3 estão presentes em alimentos como a linhaça, óleo de soja, óleo de linhaça, chia, nozes, sardinha, atum, arenque, anchova, além de peixes que vivem em águas profundas e frias. Por fim, podemos encontrar os nutrientes Luteína e Zeaxantina na laranja, mamão, pêssego, brócolis, repolho, couve-flor, ervilha, milho, rúcula, espinafre, abóbora e gema de ovo. 

Benefícios

O médico oftalmologista Swammy Mitozo orienta que incluir tais alimentos nas refeições diárias trazem inúmeros benefícios, inclusive o de prevenir complicações na visão e faz um alerta sobre a insuficiência deles no corpo. “A falta dos mesmos em nosso organismo pode causar vários problemas como: ressecamento dos olhos (xeroftalmia), fotofobia (sensibilidade à luz), cegueira noturna além de favorecer o surgimento precoce do DMRI (doença macular relacionada à idade)”, pondera. 

Mas será que mesmo que a pessoa já tenha alguma alteração na visão como astigmatismo e miopia,  incluir esses alimentos nas refeições ajuda a amenizar os efeitos desses problemas? “Na verdade os nutrientes auxiliam nos processos químicos e metabólicos. E todo paciente se beneficia com o bom funcionamento dos olhos, porém, eles não têm ação direita sobre as chamadas ametropias (miopia, astigmatismo, hipermetropia, presbiopia), que são nesse caso, comumente tratadas com uso de óculos, lentes de contato e/ou cirurgia refrativa”. Esclarece o médico.

Ele complementa ainda que as dietas restritivas podem comprometer a saúde dos olhos, e por isso, orienta que se procure o profissional adequado para as devidas orientações do cardápio alimentar.

Curiosidade

Quem nunca foi comer algum alimento e ele estava com formigas e ouviu alguém dizer: “come que faz bem para a ‘vista’”. Mas será se é verídico? “Tudo indica que esta crendice surgiu para evitar que alguém rejeitasse algum alimento dominado por formigas. E até o momento não existe comprovação científica sobre essa afirmação”, finaliza o médico.

Publicidade
Publicidade