Publicidade
Entretenimento
Gastronomia

Orientais 'de raiz': conheça restaurantes que servem a culinária japonesa tradicional

Criamos um roteiro que conta a história dos restaurantes Miako - que recentemente mudou de endereço - Shin Suzuran e Ichiban Sushi Bar 16/04/2018 às 10:37
Show miakooo
Assinantes de A Crítica têm 10% de desconto no Miako com o cartão AC Premium (Foto: Evandro Seixas)
Laynna Feitoza Manaus (AM)

A empresária Vanusa Muniz Nishiwaki, 48, lembra bem de como era o paladar da capital amazonense para a comida japonesa tradicional, por volta dos anos 80. “As pessoas torciam o nariz mesmo, principalmente os brasileiros”, conta ela. À frente do restaurante Miako - que agora está em novo endereço na Rua Jutaí, nº 7, Vieiralves – ela conta que tudo mudou. “Hoje o público-alvo é o brasileiro mesmo. Alguns são até mais exigentes do que os japoneses, principalmente quando eles conhecem o prato”, destaca ela.

Mesmo com o “boom” das temakerias, que facilitaram a aproximação do público com a comida japonesa, se reconhece que há poucos restaurantes de comida japonesa tradicional em Manaus. O Miako, por exemplo, foi fundado pela família Teshima, do Pará. Só em 1987 o estabelecimento foi vendido para a família Nishiwaki. “Minha família teve interesse em comprar e comprou. Meu cunhado, Luiz Nishiwaki, era cozinheiro e nos ajudou bastante. Com o tempo, ele saiu e ficou meu marido, Bernardo Nishiwaki, que é nissei”, pondera ela.

Em 1987, apenas o Miako e o Shin Suzuran figuravam no cenário tradicional da culinária japonesa na cidade. Os pratos que mais saem no primeiro local são o sushi, sashimi e udon. E Vanusa conta qual é a diferença. “O que diferencia os restaurantes tradicionais dos populares é a variedade de peixes. Temakerias geralmente servem só o salmão. Os restaurantes da culinária tradicional servem peixes como robalo, peixe-prego e machadinha. Compramos a matéria-prima aqui, mas que é importada do Japão”, pondera Vanusa, lembrando que hoje o restaurante também serve pratos chineses, como yakisoba e chop suey, além de brasileiros.

Shin Suzuran

Outro restaurante tradicional da culinária oriental é o Shin Suzuran, que nasceu quando Tatsuya e Saki Takano, pais do sócio-gerente do espaço, Hiroya Takano, tiveram o desejo de continuar exercendo alguma atividade após a aposentadoria. “Assim, tiveram a ideia de abrir a cozinha para servir os funcionários do Distrito (japoneses) que tinham dificuldade de encontrar culinária japonesa em Manaus. O negócio começou a crescer e o público manauara começou a frequentar”, comenta Hiroya.

Nesse período, Hiroya começou a trabalhar com os pais, devido a dificuldade de encontrar cozinheiros japoneses. “Hoje em dia o restaurante já está na 3ª geração, com meus filhos Hiroya Adriano no sushi bar e minha filha Hiroko Adriana na cozinha, com as comidas quentes. O restaurante completa 40 anos dia 20 de agosto”, celebra ele. No início, o Suzuran só servia comida tradicional japonesa, mas em 2006 começou a incorporar os ingredientes amazônicos. “Foi quando começamos a servir, por exemplo, o sushi amazônico e sushi vitória-régia, utilizando o tucunaré”, destaca.

Dos pratos tradicionais japoneses, os que mais fazem sucesso por lá são o sukiyaki, uma sopa preparada na hora na mesa do cliente, e o obento, a refeição tradicional do japonês. Mas os ingredientes locais também se fazem presentes. “Dentre os pratos regionais o que se destaca é o sushi amazônico, que leva tucunaré, manga, pepino, abacate, flocos de trigo e molho tarê. Hoje em dia temos diversos pratos e a partir de 2015 começamos a servir pratos com plantas alimentícias não-convencionais, como o tempurá de urtiga e sunomono de vitória-régia”, explica Takano.

Ichiban Sushi Bar

O Ichiban Sushi Bar começou na família de Gilmar Nascimento, no Parque 10, em 2006. Sem origens orientais, mas amantes da tradicional culinária japonesa, eles resolveram abrir o espaço, que virou sushi bar tempos depois. A paixão era tanta que o filho de Gilmar, Cristiano Nascimento, foi para São Paulo estudar sobre a gastronomia japonesa. “Em 2010, eles começaram as atividades no sushi bar no Parque 10”, comenta Rute Fujihara, gerente do Ichiban.

No ano de fundação do local, segundo Rute, o mercado da culinária japonesa tradicional não tinha a força que tem hoje. Com essa força, o Ichiban também comercializa produtos importados japoneses para outros lugares da cidade, o que o faz ser referência no mercado da cidade.

Mesmo com o apego do público ao sushi Hot Philadelphia (o popular sushi empanado), Rute é categórica ao afirmar que há outro prato pertencente à casta tradicional bastante pedido pela população: o tepan, ou “prato na chapa”. “Acompanha arroz yakimeshi, batata frita, salada, a carne, salmão ou camarão”, completa ela. Recentemente, o Ichiban abriu uma unidade no Arena Mall, perto da Arena da Amazônia, e a casa também faz “delivery”.

Serviço

Restaurante Miako

onde: Rua Jutaí, 7, Vieiralves, Nossa Senhora das Graças

infos: (92) 99310-0663

Restaurante Shin Suzuran

onde: Av. Rio Itannana, 100, Nossa Sra. das Gracas

infos: (92) 3584-4429

Ichiban Sushi Bar

onde: Shopping Arena Mall (Av. Pedro Teixeira, 3077, Flores)

infos: (92) 98136-9410

Publicidade
Publicidade