Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
Orquestra é formada por 10 músicos, dentre professores e alunos da UEA
publicidade
publicidade

Vida

Orquestra Barroca do AM fará turnê por 25 cidades brasileiras

Apresentações visam divulgar repertório inédito com obras de autores brasileiros do século 18


10/12/2013 às 14:04

A Orquestra Barroca do Amazonas (OBA), especializada no repertório lírico do período colonial brasileiro, irá percorrer, a partir deste ano, 25 cidades brasileiras, apresentando o projeto “Ópera no Brasil Colonial”, com o patrocínio do programa Petrobras Cultural, que traz repertório inédito de músicas brasileiras do século 18. A primeira apresentação será no dia 14 de dezembro, às 19h30, na Igreja de São Sebastião, no Centro de Manaus.

Serão árias (números musicais para cantor) a solo ou em formações conjuntas, com acompanhamento orquestral, extraídas das óperas “Capitão Belizário”, “A Mulher Amoroza”, “As Variedades de Proteu”, “Guerras do Alecrim e Mangerona” e “Demetrio”, entre outras, com música de diversos autores desse período.

A OBA dispõe de partituras provenientes de diversos acervos do Brasil e de Portugal. Formada por cantores e instrumentistas do Brasil e do exterior, a orquestra irá se apresentar em média com 10 pessoas e fará 27 concertos em dois anos. No primeiro ano serão visitadas 12 cidades de 7 estados brasileiros do Norte e do Nordeste. No segundo ano, serão 15 concertos em 5 estados brasileiros, incluindo o Norte, o Sul e o Sudeste do Brasil.

O cenário das apresentações serão espaços históricos (teatros, igrejas, paços) de acesso público gratuito, componentes fundamentais para o conceito do projeto. Os concertos serão de 75 minutos, semi-encenados, em formato didático, com apoio de material impresso que será distribuído ao público.

Educação musical
Em cada concerto o grupo contará com artistas convidados, da cidade visitada ou trazidos do exterior, de modo a diversificar cada espetáculo. Os concertos serão precedidos de explicações didáticas sobre o repertório e seu contexto, em cada apresentação.

publicidade

No primeiro ano o trajeto se denominará “Do Nordeste litorâneo ao sertão da Amazônia”, enquanto no segundo ano será “O caminho do ouro e das especiarias: do Rio ao planalto”. Um CD registrará o trabalho inédito, sendo que metade da tiragem será distribuída gratuitamente no país às instituições de apoio à cultura, e a outra metade distribuída comercialmente pela Amazon.com em âmbito internacional.

Sobre a OBA
A Orquestra Barroca do Amazonas foi criada em 2009 por professores e alunos de graduação e pós-graduação em Música da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), interessados no enorme patrimônio brasileiro do período colonial, especialmente dos séculos XVIII e começo do XIX. O grupo usa cópias fieis de instrumentos de época e leitura inspirada nas fontes musicais históricas.

Desde sua criação, a OBA já esteve em diversas cidades do Brasil e do exterior, em festivais de ópera e música sacra, se apresentando em igrejas e teatros históricos, assim como em modernas salas de concerto.

Em 2013 lançou o CD “Dei Due Mondi”, com obras de autores italianos e ibéricos, que influenciaram a formação da cultura lusófona em que se insere o Brasil.

* Com informações da assessoria de imprensa.

publicidade
publicidade
Negociação com peritos só será retomada caso greve acabe, diz Governo do AM
PC procura autor do disparo que matou lutadora de jiu-jitsu no Japiim
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.