Publicidade
Entretenimento
Vida

Os riscos da presença de resíduos na carne

LabTec explica como as análises são realizadas na carne antes de chegar aos consumidores 19/11/2013 às 10:42
Show 1
A carne, por exemplo, pode conter resíduos de medicamentos veterinários
acritica.com ---

Fonte de proteína, a carne é importante para alimentação humana por possuir um alto teor nutritivo, fundamental para manter o corpo funcionando. Portanto, todo o cuidado é pouco na hora de consumir. Se alguma parte do processo de criação, abate ou venda não estiver de acordo com as normas estabelecidas para controle de resíduos na carne, pode acontecer a ingestão de substâncias que prejudicam a saúde.

A carne, por exemplo, pode conter resíduos de medicamentos veterinários. O animal, antes de ser abatido, precisa de um período de carência para se desintoxicar da ação de medicamentos administrados para o combate de parasitas e outras doenças que podem atacá-lo. Vale ressaltar que não existe um período de carência único. O tempo é estabelecido por tipo de medicamento e por espécie de animal. São estudos complexos que fazem parte do dossiê exigido para liberação de registro do novo produto ou de sua renovação.

Para garantir que a carne esteja própria para consumo, os frigoríficos passam por análises rigorosas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil (MAPA), que estabeleceu o Serviço de Inspeção Federal (S.I.F) para avaliar a qualidade na produção de alimentos de origem animal. A fiscalização verifica se o produto atende aos requisitos mínimos de qualidade. Os produtos atestados recebem um selo de aprovação do S.I.F.

O LabTec possui uma importante função neste processo de inspeção das amostras de carne. As análises são realizadas de acordo com as normas do Plano Nacional de Controle de Resíduos e Contaminantes  (PNCRC). O procedimento ocorre através de equipamentos ultrassensíveis que verificam se há presença de substâncias químicas potencialmente nocivas à saúde do consumidor. Estes resíduos podem ter origem de medicamentos veterinários, de agrotóxicos, contaminantes ambientais (aflatoxinas) ou de contaminantes inorgânicos, como

metais pesados por exemplo. O laboratório chega a examinar aproximadamente 200 amostras por dia.

As análises também se aplicam às rações que são oferecidas aos animais que quando impróprias podem consequentemente afetar a composição da carne. Além disto, o Labtec possui um processo de detecção de resíduos antiparasitários em carne e leite bovino, carne suína, de aves e até equina. Outros resíduos que podem ser encontrados são as Quinolonas/ Fluroquinolonas que são antibióticos utilizados em aves para o tratamento das infecções bacterianas. Todos estes cuidados são essenciais para conferir segurança e qualidade alimentar da carne consumida.

Empresas flagradas nos testes com produtos inadequados utilizam os resultados para tomarem as medidas de prevenção cabíveis e se adequarem às exigências do mercado.

É fundamental que o consumidor fique atento à data de validade e ao aspecto físico do produto. A higienização no momento de embalar, transportar e as condições de armazenagem do estabelecimento devem ser observados para assegurar a integridade do alimento. Carne exposta sem a refrigeração correta pode ficar amolecida, umedecida ou com pedras de gelo na parte de baixo. A temperatura ideal para manter a carne refrigerada é de 8ºC. Não há outra forma do consumidor avaliar outra irregularidade a não ser por análises laboratoriais.

O consumidor que encontra um produto que não está de acordo com as regras estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) deve procurar os órgãos de defesa do consumidor como o Procon. O INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – realiza análises e testes periódicos e aleatórios em produtos de mercado, constantemente, com o objetivo de verificar a veracidade das informações nos rótulos e etiquetas.

Labtec

Fundado há mais de 30 anos, o laboratório está localizado na cidade de Hortolândia (São Paulo). O LabTec é habilitado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para fazer parte da Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos em Saúde (REBLAS); possui acreditação do INMETRO na norma ISO-17025 e credenciamento no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), estando apto a fornecer serviços aos mais diversos ramos de atividade.

Publicidade
Publicidade