Sexta-feira, 10 de Julho de 2020
TAPETE DOURADO

Oscar 2020 será entregue hoje com claros favoritos e denúncias sobre diversidade

Nenhuma mulher aspira à estatueta de direção e, com exceção de Cynthia Erivo ("Harriet"), todos os atores e atrizes indicados são brancos, o que levantou polêmica na internet



1917_8AC6C827-D8C6-40BE-BD63-BF7F43C26FF4.jpg Foto: Divulgação
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
09/02/2020 às 16:12

"1917", "Parasita", Renee Zellweger, Joaquin Phoenix, Laura Dern, Brad Pitt: filmes e atores que aparecem como favoritos, neste domingo (9), ao Oscar, o mais importante prêmio do cinema e que encerra a temporada de premiações em Hollywood.

Mas, ao mesmo tempo, a cerimônia será realizada em um clima de denúncia por falta de diversidade entre os indicados, um problema que alguns acreditavam estar em processo de superação.



Nenhuma mulher aspira à estatueta de direção e, com exceção de Cynthia Erivo ("Harriet"), todos os atores e atrizes indicados são brancos.

No ano passado, por exemplo, os prêmios de atriz e ator coadjuvante foram para dois negros, Regina King e Mahershala Ali, que também é muçulmano. E o de melhor ator foi para Rami Malek, filho de imigrantes egípcios.

"Quando você ganha um prêmio, ele é concedido a você por um grupo de colegas. Quando olho para a Academia e a composição do corpo de votação da Academia, eles não são meus pares", disse à AFP a diretora Lulu Wang, cujo filme "A Despedida" venceu no sábado o prêmio de melhor filme no Spirit Awards do cinema independente e que foi excluída do Oscar.

Os membros da Academia são 84% branco e 68% masculino.

"Se meus colegas estivessem representados no corpo eleitoral da Academia, votariam em filmes que representam suas vidas e suas histórias", acrescentou.

- "Universal e ampla" -

A cerimônia do Oscar, que começa às 17h00 (22h00 de Brasília) e não terá anfitrião, servirá para homenagear Kirk Douglas, o último grande ícone da era de ouro de Hollywood, que morreu na quarta-feira aos 103 anos, e a lenda do basquete Kobe Bryant, vencedor do Oscar, que morreu em um acidente de helicóptero em 26 de janeiro.

"1917", ambientado na Primeira Guerra Mundial e que acompanha dois soldados britânicos em missão, aparece nas previsões como vencedor do prêmio de melhor filme, e Sam Mendes também está entre os favoritos para levar a estatueta de direção.

Uma grande surpresa seria "Parasita", a aclamada produção sul-coreana de Bong Joon-ho, também entre os favoritos, com seis indicações.

Mas nenhuma produção em língua não inglesa já recebeu o prêmio mais importante da noite.

Bong disse nos Spirit, onde venceu na categoria de melhor filme estrangeiro, que as legendas não eram uma barreira para essa comédia obscura, porque aborda o abismo entre as classes sociais, um tema que até "pessoas que vivem em Marte" compreendem.

"Quanto mais você se aprofunda em seu entorno, mais próximo de você, mais universal e mais ampla a história pode se tornar."

Vitórias quase certas

"Coringa" recebeu 11 indicações, incluindo de melhor ator para Joaquin Phoenix, enquanto "O Irlandês", de Martin Scorsese, e "Era Uma Vez... em Hollywood", de Quentin Tarantino, têm 10 indicações cada, o mesmo que "1917". 

Além de Phoenix, e seguindo a tendência da temporada de prêmios, Renée Zellweger é a favorita para o Oscar de melhor atriz por seu papel como Judy Garland, em "Judy".

Brad Pitt e Laura Dern, que também dominaram a temporada de premiações, devem vencer nas categorias de ator e atriz coadjuvante. O primeiro interpreta um dublê na ode de Tarantino a Hollywood, enquanto Dern dá vida a uma advogada impiedosa em "História de um Casamento".

As categorias de roteiro, montagem e efeitos visuais não são consideradas definidas, o que abre a possibilidade de vitória para filmes como a sátira nazista "Jojo Rabbit", ou o drama "Adoráveis Mulheres".

Elton John, favorito ao Oscar de canção original com "(I'm Gonna) Love Me Again", de "Rocketman", vai-se apresentar no palco do Dolby, assim como a jovem Billie Eilish, a grande vencedora do Grammy 2020 e compositora da próxima canção da franquia 007.

Assim como no ano passado, o Oscar não terá um apresentador oficial.

Várias estrelas de Hollywood apresentarão os prêmios, um lista com muito mais diversidade do que a de indicados, que inclui nomes como Oscar Isaac, Sandra Oh, Chris Rock, Mahershala Ali, Salma Hayek, Regina King, Spike Lee e Lin Manuel Miranda.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.