Publicidade
Entretenimento
Diversão

Palafita: Norte e Nordeste dão o 'tom' do novo bar de Manaus

Recém inaugurado no Centro Cultural Povos da Amazônia, Palafita Bar exalta as culturas do Norte e Nordeste da decoração às apresentações musicais 03/11/2017 às 18:17 - Atualizado em 03/11/2017 às 18:19
Show palafita 1
Construído com madeira de castanheira reaproveitada, o bar possui três ambientes distintos: a parte interna climatizada, um lounge e a área externa com um grande deck
Tiago Melo Manaus

Madeira reciclada, água da chuva reaproveitada, banheiro inteligente. Isso e muito mais fazem do Palafita Bar, localizado no Centro Cultural dos Povos da Amazônia, Bola da Suframa, zona Sul de Manaus, um triunfo da arquitetura sustentável. Inaugurado no início de agosto deste ano, o local enaltece a cultura das regiões Norte e Nordeste desde sua decoração até as apresentações artísticas.

De acordo com o sócio e gerente Marcel Valin, a decisão de adotar aspectos de sustentabilidade na arquitetura do bar foi tanto por questões estéticas quanto ambientais. “Foi um pouco dos dois. A gente sempre se preocupou com a questão da sustentabilidade, e acabou casando com a ideia das arquitetas. O fato do bar se localizar dentro do Povos da Amazônia, que é um símbolo do Amazonas, contribuiu muito para isso”, afirma ele.

Construído com madeira de castanheira reaproveitada, o bar possui três ambientes distintos: a parte interna climatizada com mesas e bar, um aconchegante lounge e a área externa com um grande deck, cercado de vegetação, onde são realizadas as apresentações dos músicos e artistas em geral.

“Nós aproveitamos a água da chuva para os banheiros e para a limpeza do ambiente. Todos os banheiros são revestidos com madeira da castanheira e também utilizamos o ouriço dela na decoração, bem como a semente de murici. Os detalhes do Palafita ficam por conta das cadeiras, que são feitas de paletes, e do teto, todo feito de juta”, disse Valin.

Programação

E falando em apresentações, funcionando sempre de quarta-feira a sábado, a partir das 17h, o Palafita trabalha com um gênero de música para cada dia da semana. Segundo o empresário, quarta é dia de forró e pé-de-serra, quinta é toada, as sextas são dedicadas ao samba e o sábado não tem dono: pode ser MPB, rock ou sertanejo.

“Amanhã teremos um especial do Exaltasamba com a banda Agora é Noiz, a partir das 18h”, adiantou o sócio gerente, ressaltando que o local conta, ainda, com um espaço reservado à exposição e comercialização de produtos confeccionados pelas mãos dos empreendedores participantes da Feira do Paço, tais como artigos de decoração, acessórios e até doces pernambucanos.

Publicidade
Publicidade