Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
Vida

Panorama das diversas Amazônias em ‘Amazônia: Reflexões Urbanas’

Em esforço coletivo, artistas locais abusam da criatividade e ilustram como enxergam a região amazônica; exposição abre neste sábado, no Icbeu, e vai até 31 de janeiro



1.jpg Silvandro Godo (de amarelo), Helaine Dias e Franklin Alme são alguns dos expositores da mostra
29/11/2013 às 08:51

As visões de uma Amazônia de grandes belezas, mas também influenciada por fatores históricos, sociais e culturais foram ilustradas por talentosos artistas locais, que mostram o resultado final na exposição “Amazônia: Reflexões Urbanas”. A partir deste sábado (30) até 31 de janeiro de 2014, doze telas e uma instalação podem ser apreciadas pelo público na Galeria de Artes do Icbeu (Avenida Joaquim Nabuco, nº 1286 - Centro) de forma gratuita.

Dividem a mostra Alcié Souza, André (Hulk), Jeferson (Yenos), Johnny (Bulk), Jonison (signos), Silvrandro Godo, Helaine Dias, Olicença, Franklin Alme e Pakato. Mesmo sendo coletiva, “Amazônia: Reflexões Urbanas” preza pela individualidade artística de cada um, de forma a divulgar como os expositores vêem o universo amazônico, e ao mesmo tempo, por meio dele imprimir seu talento.

Das ruas para a galeria
Dentre estes está Silvandro Godo, que trabalha com grafite há onze anos. Ele irá expor as obras “Mutação em cores” e “Pássaros – Livre Para Voar”. Nestas, explorou a tinta acrílica e o spray, dando destaque para elementos que transmitissem ideia de regionalismo. Em “Mutação das cores”, optou pelo amarelo e preto, simbolizando o encontro das águas. Já no segundo quadro, registrou pássaros e flores. “Trouxe a pegada da rua para a galeria. Estamos encarando o desafio de abrir mais a mente dos manauaras, porque o grafite é uma arte mas as ainda existem pessoas que não enxergam assim”, explica Godo.

Da mesma escola faz parte Franklin Alme, adepto do grafite “wild style” (do inglês, “estilo selvagem”). “Esse estilo é americano e trabalha com letras bem traçadas umas com as outras. É, muitas vezes, de difícil compreensão, por isso a interpretação vai de cada um”, disse. Em seu quadro, também batizado de “Estilo Selvagem”, Alme buscou retratar a densidade da floresta amazônica - vasta e fechada. Para tanto, abusou do rosa, roxo, azul e claro, do verde. “O ‘wild style’ tem tudo a ver com a floresta”, adiantou. Ao que tudo indica, sob o fio condutor da Amazônia, os artistas sempre têm algo bom para dizer.

Serviço

O quê: Exposição coletiva “Amazônia: Reflexões Urbanas”

Quando: a partir de amanhã até 31 de janeiro. De terça a sábado, das 16h às 20h (exceto feriados)

Onde: Galeria de Artes do Icbeu (Avenida Joaquim Nabuco, nº 1286 - Centro)

Quanto: gratuito

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.