Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
Comida de bebê

Papinha certa: dicas saudáveis para a introdução alimentar dos bebês

A introdução alimentar dos bebês começa aos 6 meses e um hábito muito comum, e bem tradicional, é utilizar as papinhas nesse processo



09/10/2016 às 15:35

A introdução alimentar dos bebês começa aos 6 meses e um hábito muito comum, e bem tradicional, é utilizar as papinhas nesse processo. Mas atenção: a recomendação médica relacionada a consistência desse alimento é diferente do habitual.

Processar, bater no liquidificador ou qualquer outro método para deixar a alimentação infantil no estado completamente pasteurizado e/ou líquido não é o adequado, de acordo com especialistas da área de saúde. “A criança está iniciando a sua fase de aprender a mastigar, conhecer a textura e os aromas. É preciso estimular os músculos da face, é um momento de maturação do sistema digestivo e deve ser gradual”, explica a nutricionista Tatiana Marinho, especialista em Nutrição Materno Infantil.

Além disso, Tatiana Marinho explica que esses processos modificam as propriedades do alimento, como a quebra de fibras, por exemplo. O ideal, de acordo com ela, é essa introdução alimentar ser participativa, ou seja, o bebê precisa começar a conhecer os alimentos com as mãos, sentir pedaços dele na boca. “Não é necessário triturar demais. A fruta deve ser raspada com a colher para criança ir sentindo como ela é. Um caldo, por exemplo, pode ter pedacinhos de verduras pequenas. O bebê já está preparado para comer assim ”, detalha.

De acordo com a nutricionista, a forma de preparar da papinha é essencial. O recomendável é cozinhar ao um ponto que os alimentos fiquem mais moles. Outro detalhe é não utilizar sal antes do primeiro ano de vida. Assim como o açúcar deve ser incluído na alimentação após os dois anos de vida. “Não se deve camuflar os alimentos, sempre colocando um caldo ou modificando a textura. Deve ser uma comidinha caseira, simples, com nada de condimentos, mas bem cozida”.

Outro ponto importante é o tempo para apresentar os alimentos. Não é necessário levar muitos dias. A fruta raspada é a primeira, dois a três dias depois já pode introduzir legumes e logo depois a proteína, como carne, peixe ou frango. “Em uma semana já se pode ter um pratinho do bebê com todos esses alimentos – legume, arroz, proteína, cozidos em um ponto mais para o mole”, diz. “Vale lembrar que o leite materno deve continuar na alimentação até os dois anos”, fianliza.

Praticidade orgânica

Há menos de um mês inaugurou em Manaus um quiosque da franquia Empório da papinha, especializada em alimentos orgânicos para crianças a partir de 6 meses. No local, no Manauara Shopping, é possível comprar kits ou porções de refeições infantis, seja para consumir no local ou levar para viagem. O cardápio contém todos os grupos distribuídos em mais de 50 receitas nas linhas: Fruta simples (papinhas de frutas, sem adição de açúcar), Sopa creme (sopinhas salgadas, processadas, levemente temperadas), Sopas em pedaços (sopinhas salgadas levemente temperadas, com pedacinhos de alimentos), Linha Single (mini porções para compor um delicioso cardápio) e Linha Emporinho (comidinhas completas e balanceadas). Não há conservantes.

Prapapá na internet

Cozinheira de mão cheia, mãe e nutricionista, Patrícia Cruz Smith possui mais de 41mil assinantes no Canal no Youtube “Prapapá”. Por lá, ela posta vídeos toda semana com receitas simples, variadas e saudáveis para crianças de 0 a 7 anos. O destaque são para adaptações de pratos conhecidos entre os adultos, como estrogonofe e pudim, por exemplo.

Receitas

Introdução alimentar

>> Ingredientes
- arroz
- peixe aruanã
- cenoura
- inhame

>> Dieta 1 ano:
- arroz integral
- feijão
- frango com quiabo e tomate
- abóbora cozida
- couve refogada

>> Modo de Preparo

1. Em uma panela, colocar 300ml para ferver; Refogar a carne (peixe o frango) com alho e cebola em água quente, não adicionar óleo ou azeite;
2. Colocar um grupo de cereais, um grupo de verduras, um grupo de legumes na panela, acrescentar água fervida e cozinhar bem;
3. Por ultimo, acrescentar um grupo de leguminosa previamente cozida; amassar tudo com o garfo;
4. Depois de tudo pronto, adicionar uma colher de chá de óleo de girassol, soja, canola ou azeite cru (não reforgar); não adicionar sal.

Pudim de chia e kiwi

>> Ingredientes
- 4 colheres de sopa de chia
- 1 colher de sopa de extrato de baunilha
- 100g de kiwi descascado

>> Modo de preparo

1. Bata no liquidificador o leite de arroz, o extrato de baunilha e o kiwi;
2. Despeje em uma vasilha e misture delicadamente a chia;
3. Leve ao refrigerador por 12 horas e sirva.

>> Ingredientes
150ml de leite de arroz

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.