Publicidade
Entretenimento
ATRIZ REVELAÇÃO

Paraense radicada no Amazonas é indicada a prêmio de teatro musical por 'Gabriela'

Daniela Blois concorre na 4ª edição do Prêmio Bibi Ferreira de Teatro Musical. Formada em Medicina na Ufam, jovem conta que foi selecionada para viver protagonista por "puro acaso". Musical está em cartaz em São paulo 26/07/2016 às 11:17
Show daniela
Musical está em cartaz no Teatro Cetip, em São Paulo (Foto: Divulgação)
Laynna Feitoza Manaus (AM)

Artista paraense radicada no Amazonas, Daniela Blois está dando vida à celebrada Gabriela, personagem do livro homônimo de Jorge Amado, na obra “Gabriela – O Musical”, em cartaz até o dia 7 de agosto, no Teatro Cetip (SP). O talento nato da morena a faz concorrer à 4ª edição do Prêmio Bibi Ferreira de Teatro Musical, onde disputa na categoria “Atriz Revelação”.

Aclamados por várias críticas nacionais, tanto a atriz quanto o musical concorrem ao prêmio. Aliás, a obra lidera o prêmio com o maior número de indicações – são 13 ao todo. O musical concorre na categoria “Melhor Musical”, “Melhor Musical Brasileiro”, “Melhor Ator” – com Danilo Dal Farra; “Melhor Ator Coadjuvante” – com Maurício Tizumba; “Melhor Diretor” – com João Falcão; e “Melhor Atriz Revelação” – com Daniela Blois.

O musical ainda concorre também nas categorias “Melhor Coreografia” – com Lu Brites; “Melhor Diretor Musical” – com Tó Brandileone; “Melhor Arranjo Original” – com Guilherme Borges e Tó Brandileone; “Melhor Figurino” – com Simone Mina; “Melhor Roteiro Original” – com João Falcão; “Melhor Desenho de Luz – com Cesar De Ramires e “Melhor Desenho de Som” – com Tocko Michelazzo.

Perfil

Formada em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas, Daniela, que já cantava nos bares de Manaus, resolveu se inscrever na seleção para viver a protagonista por puro acaso. “Meus amigos que me viram tocar na noite em Manaus acharam que eu tinha o perfil dela. No anúncio, a produção colocou que buscava ‘uma menina linda, que soubesse cantar e que se parecesse com ela’. Mandei um vídeo feito pela Dheik Praia, onde eu cantava uma música minha, na voz e violão”, disse ela, em entrevista ao BEM VIVER, em janeiro.

A beleza simples, mas especial de Blois impressionou os avaliadores, que disseram procurar alguém “vazio” de técnicas vocais, mas repleto de emoção - tais qualidades foram enxergadas em Blois. Ao ganhar o papel, ela mudou-se imediatamente para São Paulo, onde passou por um período de treino artístico. “Foram oferecidas aulas de preparação vocal e corporal para o elenco durante três meses. Tem sido muito proveitoso. Estou aprendendo bastante sobre como usar minha voz e sobre como funciona a atuação em teatro”, lembrou ela, que disputou o papel com mais de 700 meninas de todo o Brasil.

Campeões

O resultado do Prêmio Bibi Ferreira de Teatro Musical será anunciado no dia 20 de setembro, durante uma cerimônia no Teatro Santander, em São Paulo.

Publicidade
Publicidade