Publicidade
Entretenimento
Vida

Peça ‘Mãe In Loco’ segue rodando estados do Brasil

Espetáculo da Cia. Cacos contemplado pelo festival “Amazônia das Artes” inicia a segunda parte de sua turnê nacional 15/08/2013 às 10:11
Show 1
Durante todo o espetáculo, a personagem principal fica dentro de uma piscina com cerca de 400 quilos de gelo
Gabriel Machado ---

A Cia. Cacos de Teatro inicia hoje a segunda parte de sua turnê pelo País, com o espetáculo “Mãe In Loco”. O grupo de teatro contemporâneo foi um dos contemplados pelo festival “Amazônia das Artes”, realizado pelo Sesc e que promove o intercâmbio entre diversos segmentos artísticos da Amazônia.

A cia. estreia no Maranhão e passará, até o dia 25 de agosto, pelos estados do Piauí, Mato Grosso, Pará e Amapá, respectivamente. Em maio deste ano, o grupo já havia se apresentado em Tocantins, Acre, Rondônia e Boa Vista. “Estamos achando essa oportunidade incrível. Em alguns dos lugares, tivemos a oportunidade de passar com espetáculos diferentes, já em outros, como Maranhão e Piauí, será a primeira vez”, comentou Dyego Monnzaho, integrante do grupo. “Acho que será bastante legal essa conexão com o Nordeste”, completou.

DRAMA

Dirigida por Francis Madson, “Mãe In Loco” se passa em plena época de guerra e conta a saga de uma mãe que luta pela sobrevivência de seus filhos. Durante todo o espetáculo, a personagem fica dentro de uma piscina com 400 quilos de gelo. O cenário da montagem, que possui classificação indicativa de 16 anos, envolve a mãe em trapos e cabelos desgrenhados.

“É um trabalho bastante maduro da Cacos e que já encenamos há dois anos. Como ele não sofreu nenhuma mudança do espetáculo original, estamos fazendo apenas ensaios de manutenção mesmo”, comento Dyego, referindo-se à preparação da equipe para os próximos 10 dias de turnê.

PREMIADA

A Cia. Cacos foi criada há cinco anos e atualmente tem integrantes que transitam no teatro, dança, música e circo. O grupo conquistou diversos prêmios e participou de festivais, dentro e fora do País. A cia. é conhecida por desenvolver uma pesquisa intensa sobre o corpo e suas reverberações em objetos de arte contemporâneos.

Publicidade
Publicidade