Publicidade
Entretenimento
Buzz

Pesquisador do facebook quer criar mecanismo para evitar que usuário poste 'fotos bêbado'

Yan LeCun trabalha na área de Inteligência Artifical do Facebook desde 2013 e explicou a revista Wired como funcionaria o novo mecanismo 11/12/2014 às 08:29
Show 1
Mecanismo irá alertar pessoas potencialmente bêbadas prestes a postar fotos na rede social
ACRITICA.COM* Manaus (AM)

Imagine que você está numa noitada com seus amigos e o nível de diversão é diretamente proporcional ao álcool ingerido até então e você acredita que aquela é uma noite que merece definitivamente ser registrada.

É nesse momento que seu smartphone entra em ação e dezenas de selfies são feitas por você seus amigos, na necessidade de compartilhar em tempo real com o resto do mundo você começa a postá-las no facebook indiscriminadamente, sem analisar se aquilo é mesmo algo que deveria estar sendo compartilhado com toda sua lista de amigos do facebook.

Na tentativa de evitar esse tipo de situação, ou de pelo menos avisar ao usuário que ele estar prestes a fazer algo do qual pode se arrepender, o chefe do laboratório de inteligência artificial (IA) do facebook Yann LeCun deseja criar uma espécie de assistente digital que irá reconhecer e avisar ao dono da conta que a foto que ele está postando pode ser embaraçosa, se ainda sim ele escolher postar, não haverá proibição.

Em entrevista a revista wired, ele explica que esse assistente iria dar uma espécie de “tapinha no ombro” dizendo “essa postagem se tornará pública, tem certeza que gostaria que sua mãe e seu chefe a vissem?”.

Yann LeCun também é pesquisador da Universidade de Nova Iorque e após completar um ano de atuação, o pesquisador acredita que a área de Inteligência Artificial (IA) mais presente nas rede social.  

Ainda segundo o site wired, a tecnologia aplicada no novo mecanismo, a “deep learning” (aprendizado profundo, em tradução livre) é utilizado não só no facebook, também em plataformas como o google (através do reconhecimento de voz nos aparelhos Android), pelo twitter, e pela Microsoft, através do Skype. 


*Com informações do site wired.com

Publicidade
Publicidade