Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
CINEMA

‘Piedade’, com Fernanda Montenegro e Cauã Reymond, estreia no Cine Casarão

Ainda na programação estão as estreias ‘Vento Seco’, ‘Dr. Gama’ e ‘Mangueira em 2 Tempos’



Piedade__2___1__0A8AB1CC-6930-413E-B2AD-E30A36C8AF40.jpg Foto: Divulgação
05/08/2021 às 09:00

Um dos filmes nacionais mais aguardados deste ano, ‘Piedade’, chega à tela do Cine Casarão, espaço dedicado à Sétima Arte do Casarão de Ideias, com exibições programadas para sexta-feira (6), 19h30, e domingo (8), às 16h30. Os ingressos para todas as sessões podem ser adquiridos de antecipadamente no perfil do espaço cultural, no Instagram (@casaraodeideias), ao preço de R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia).

 

O longa-metragem, dirigido por Cláudio Assis e que gira em torno de uma história de especulação imobiliária, tem como atores principais Fernanda Montenegro, Cauã Reymond e Matheus Nachtergaele, sendo os dois últimos protagonistas de cenas sensuais em dois momentos.

 

Ainda na programação de estreias, os espectadores vão encontrar ‘Vento Seco’, ‘Dr. Gama’ e ‘Mangueira em 2 Tempos’. Em ‘Vento Seco’, a baixa umidade do ar resseca a pele dos moradores de uma pequena cidade no interior de Goiás. Sandro divide seus dias entre o clube da cidade, o trabalho, o futebol com amigos e as festas locais.

 

Ele tem um relacionamento com Ricardo, seu colega de trabalho. Mas a sua rotina começa a mudar com a chegada de Maicon, um rapaz que desperta o seu interesse e do qual todos sabem muito pouco. O filme será exibido nesta quinta-feira (5), às 18h30, e no domingo, às 18h30.

 

Já ‘Dr. Gama’, que terá exibição nesta quinta, às 16h30, e no sábado (7), às 19h30, é baseado na biografia de Luiz Gama, um dos personagens mais importantes da história brasileira, homem negro que utilizou as leis e os tribunais para libertar mais de 500 escravos.

 

Nascido de ventre livre, Gama foi vendido como escravo aos 10 anos de idade para pagar dívidas de jogo de seu pai. Mesmo como escravo, se alfabetizou, estudou e conquistou sua própria liberdade, se tornando um dos mais respeitados advogados de sua época.

 

 ‘Mangueira em 2 Tempos’, com direção de Ana Maria Magalhães, revisita, após 30 anos, amigos de infância retratados no vídeo ‘Mangueira do Amanhã’, sobre a escola de samba mirim. Suas histórias revelam as circunstâncias brutais da vida dos moradores das favelas do Rio de Janeiro, mas também de seus surpreendentes destinos. As exibições ocorrerão na sexta, às 17h30, e no sábado, às 17h30.

 

Reexibições

 

Também na grade de programação do Cine Casarão, serão reexibidos ‘Música Para Quando as Luzes se Apagam’ (quarta, 16h30), ‘O Charlatão’ (sexta, 15h30) e ‘Rodantes’ (sábado, 15h30). Vale ressaltar que a sala de exibição do Cine Casarão está funcionando com 50% de sua capacidade, ou seja, apenas 18 lugares. Também está sendo colocada em prática a triangulação de assentos, proporcionando assim o distanciamento seguro.

 

No intervalo de cada sessão, é feita a aplicação com luz de ozônio e vídeos institucionais, no início dos filmes, são exibidos com o objetivo de reforçar a prevenção contra o novo coronavírus (Covid-19). O uso da máscara é obrigatório.

 


News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.