Sábado, 24 de Agosto de 2019
ARTES PLÁSTICAS

Pinacoteca do Amazonas reabre as portas com novas obras incorporadas ao acervo

Reinauguração do espaço no Palacete Provincial está marcada para 27 de março, a partir das 19h



1333567.JPG Obrasde Hahnemann Bacelar já compõem o acervo do espaço (Fotos: Jair Araújo)
12/03/2018 às 07:00

Com obras reorganizadas, novidades na curadoria e estrutura do espaço, a Pinacoteca do Estado do Amazonas será reinaugurada no próximo 27 de março, às 19h, no Palacete Provincial, que fica na Praça Heliodoro Balbi, Centro. O local, que é administrado pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), passa por uma repaginação e terá seu acervo ampliado - além das 165 obras atuais, serão adicionadas mais até chegar a 300.

A reorganização do espaço ficou por conta da diretora de museus da SEC, Cléia Viana, e do artista plástico Óscar Ramos. De acordo com a dupla, a proposta é que a Pinacoteca adote uma função didática. “Em minha opinião, todo espaço público deveria adotar a função educativa. Principalmente locais de grande visitação de estudantes como a Pinacoteca”, ressalta Óscar Ramos.

Artistas como Aurélio de Figueiredo, Jair Jacqmont, Antônio Parreiras e Manoel Santiago são alguns nomes com trabalhos expostos no lugar. A diretora do espaço, Cléia Viana, ressalta que buscou atender à vontade do público de dar novos ares ao local.

“Atendendo à solicitação de nossos visitantes e à experiência que temos aqui diariamente, resolvemos trazer novidades ao espaço, acrescentando artistas e uma organização diferente do que era proposto antigamente. As obras eram organizadas em ordem aleatória e buscavam retratar a luz e cor da Amazônia”, relembra. “Agora estamos propondo um roteiro que navega cronologicamente por obras do século 19, dos anos 50, e que falam até do Clube da Madrugada, por exemplo. O Óscar cria o roteiro e eu vou acompanhando e seguindo os passos dele”, diz Cléia.

Inovação

Chamado de mestre por Cléia, o artista plástico Óscar Ramos conta que se sente entusiasmado com a oportunidade de apresentar uma nova opção de artes visuais. Enquanto caminhava pelos cômodos da Pinacoteca e analisava a melhor posição para cada obra, o artista ressaltou que pretende mostrar inovação aos futuros visitantes.

“O público vai encontrar, sobretudo, opções para se envolver com as artes plásticas. Uma turma de alunos, por exemplo, pode seguir os acontecimentos das artes plásticas em Manaus”.

Óscar e Cléia se conheceram há 20 anos por meio de parcerias culturais no Estado. Desde então, a amizade da dupla foi fortalecida em meio à realização de curadorias artísticas. Sobre o trabalho em conjunto, Cléia ressalta que pretende realizar outras parcerias com o artista. “Entre tapas e beijos nos entendemos muito bem”, brinca. “Eu respeito muito o Óscar e considero essa parceria essencial para que tudo aconteça da melhor forma”.

o espaçoInaugurada em 1965, a Picanoteca do Estado funciona há nove anos no Palacete Provincial, na Praça Heliodoro Balbi, Centro de Manaus. No dia 25 de março, o espaço completará 53 anos de existência. O ambiente foi criado como uma proposta de espaço onde os artistas fossem valorizados e pudessem expor suas obras de forma permanente.

A primeira versão da Pinacoteca estava localizada na Biblioteca Pública do Amazonas, com 90 obras de arte que retratavam diferentes técnicas de artistas, como pinturas, xilogravuras, tinta óleo e talhas. A partir de 2009, passou para sua nova sede no Palacete Provincial – local totalmente revitalizado com cinco Museus da Secretaria, compondo o cenário do prédio.

O Palacete Provincial funciona todos os dias das 9h às 14h, com visitação gratuita.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.