Terça-feira, 22 de Outubro de 2019
Por falta de dinheiro

Por falta de dinheiro, Festival de Canção de Itacoatiara não será realizado este ano

Após o governador anunciar corte de repasses para eventos culturais no Estado, em maio, os organizadores do Fecani ainda tentaram patrocínio e apoio do governo federal, mas sem sucesso



228964.JPG Este ano, o Fecani iria para a sua 32ª edição, nos dias 3, 4, 5 e 6 do próximo mês, setembro (Arquivo/Odair Leal)
10/08/2016 às 11:18

Novamente a ausência de apoio e a falta de dinheiro para eventos culturais no Amazonas causaram o cancelamento de mais um tradicional e importante festival no Estado: o Festival de Canção de Itacoatiara (Fecani), que iria para sua 32ª edição este ano e estava programado para acontecer nos dias 3, 4, 5 e 6 do próximo mês, setembro, no município de Itacoatiara, localizado a 176 quilômetros de Manaus.

“O Festival está cancelado. Vai ser um prejuízo para Itacoatiara, para todo o comércio local. Vai ser uma perda muito grande”, disse Emanuel Jorge Nassib Olimpio, o “Manolo”, coordenador-geral do Fecani. Segundo ele, após o governador do Estado, José Melo, anunciar em maio o corte de todos os repasses públicos para eventos culturais, os organizadores ainda tentaram captar recursos externos, como patrocínio e apoio federal, mas sem sucesso.



“Em fevereiro, o governador disse que os únicos eventos que receberiam dinheiro seriam o Fecani, a ciranda (Festival de Manacapuru) e o boi (Festival de Parintins), e nós planejamos um evento médio. Aí, em abril, ele disse que não ia ajudar em nada. Quem somos nós para sensibilizar o governador? Eles optaram pelas Olimpíadas, mas os eventos (culturais) do Estado foram jogados fora”, disse Manolo.

A Associação dos Itacoatiarenses Residentes em Manaus (Airma), que organiza o Fecani, divulgou um comunicado sobre o cancelamento. “Apesar de todo esforço e negociação com o Estado, Município e empresas privadas na captação de patrocínios, e até boa vontade de algumas empresas, [...] os patrocínios sinalizados não alcançaram o teto mínimo. [...] Tínhamos esperança [...] da parceria da Prefeitura de Itacoatiara, mas como até o momento não tivemos nenhuma manifestação positiva, lamentavelmente tivemos que optar pela não realização do evento”.

A alternativa para “salvar” o Fecani em 2016 era, como fizeram os organizadores do Festival de Parintins, tentar junto ao senador Omar Aziz (PSD) a liberação de recursos públicos pelo Ministério da Cultura, mas nem isso aconteceu. “Eles têm os problemas deles e não recebemos nenhum retorno”, explicou Manolo.

Na edição do ano passado, o Fecani também por pouco não foi realizado devido à crise econômica. Entretanto, mesmo com orçamento apertado, bem menor que o previsto, o Festival de Canção conseguiu sair em 2015, com corte de todas as atrações esportivas e a permanência somente dos shows culturais, além da redução do valor do prêmio principal do festival de R$ 20 mil para R$ 5 mil.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.