Publicidade
Entretenimento
Vida

Premiada coreografia de Wagner Schwartz será encenada em festival de dança

O Mova-se Festival 2013 conta com uma programação paralela dedicada a profissionais e crianças. As coreógrafas Sônia Destri e Clarice Lima irão promover ofocinas para artistas da dança e demais interessados. Já a bailarina Miriam Druwe fará uma oficina enfocando  obra Wassily Kandinsky, voltada ao público juvenil 22/06/2013 às 10:25
Show 1
‘Piranha’ em cena, coreografia é atração no Mova-se 2013
Jornal A Crítica Manaus (AM)

Ganhador do prêmio de Projeto Artístico da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) de 2012 e eleito um dos melhores espetáculos de dança do ano passado pelo jornal “O Globo”, “Piranha” será a atração da sessão Tarja Preta do 4º Mova-se Festival: Solos, Duos e Trios. A apresentação está marcada para meia-noite do dia 29, sábado, no Teatro da Instalação. Toda a programação do festival é gratuita e acontece de 26 a 30 de junho, nos teatros da Instalação e Amazonas, Amazonas Shopping Center e Ponta Negra.

Em “Piranha”, o coreógrafo e intérprete Wagner Schwartz apresenta a metáfora de um corpo em reclusão, entre uma dinâmica voluntária e involuntária, sitiado por uma composição de ruídos digitais. O fluxo de movimento que se enreda sob um feixe de luz desdobra, em seu próprio corpo e no espaço cênico, as variações sutis de uma rave, de uma guerra, de uma possessão, de um susto, de uma morte.

De acordo com Schwartz, os temas mais acessíveis no trabalho são “as relações interculturais de um estrangeiro em lugares a serem reconhecidos”. “Um estrangeiro afastado de seu bando e, experienciando, em exílio cultural, as possibilidades de se viver, sobreviver ou surpreender”, afirma o artista.

“Piranha” é fruto de uma pesquisa coreográfica realizada com subsídio do programa Rumos Itaú Cultural Dança 2009/2010. Schwartz iniciou seus trabalhos coreográficos tendo como base sua relação com a literatura brasileira e com o sistema coercitivo religioso, em que viveu por quase 20 anos. Seus projetos transitam no eixo Paris-São Paulo-Uberlândia (SP).

Mais dança

Além de “Piranha”, o Mova-se Festival vai promover apresentações de coreografias e experimentações em dança de artistas e companhias oriundas do Amazonas e de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco. A curadoria ficou a cargo de João Fernandes, diretor-geral do evento, ao lado do diretor artístico Dyego Monnzaho e da bailariana e coreógrafa Adriana Góes.

A programação inicia dia 26, no Teatro Amazonas, onde serão apresentadas “9+1” e “Chapa quente”, com direção e coreografia de Sonia Destri, da Cia. Urbana. Boa parte da mostra principal acontece no Teatro da Instalação, palco de “Enquanto eu esperava”, “Diálogos sobre a dor” e “Alívio”, no dia 27; “Não lugar”, “Tempestade de diálogos” e “Opus 2 –Notas sobre minha mãe isso e aquilo”, no dia 28; e “Bella”, “Chãu” e “Encontro oposto”, no dia 29.

O festival também vai promover apresentações fora dos palcos. “Árvores”, coreografia dirigida e concebida por Clarice Lima, será encenada no Amazonas Shopping, no dia 28, e na Ponta Negra, dia 29. “Fio de miçangas”, de Otávio Bastos, será apresentada na Ponta Negra. O encerramento, no dia 30, no Teatro Amazonas, ficará a cargo da paulista Cia. Druw, com “Lúdico”.

O Mova-se Festival 2013 é uma realização da Companhia de Ideias e conta com o patrocínio da Fundação Nacional de Artes (Funarte), por meio do prêmio Klauss Vianna; BNDES; Caixa Econômica Federal e Secretaria de Estado de Cultura, com apoio do Casarão de Ideias e Fundação Municipal de Cultura e Artes (ManausCult).

Serviço

O que é: Mova-se Festival: Solos, Duos e Trios 2013

Onde: Teatro da Instalação, rua Frei José dos Inocentes, S/Nº; Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia), Centro; Amazonas Shopping Center, Parque 10; e Ponta Negra

Quando: De 26 a 30 de junho

Quanto: Entrada gratuita

Publicidade
Publicidade