Publicidade
Entretenimento
ANO NOVO

Réveillon para todos os bolsos: veja opções diversas para celebrar a chegada de 2018

Aproveite a virada do ano sem atrapalhar no orçamento e confira as dicas de turismo “mais em conta” que o Portal A Crítica preparou 03/12/2017 às 05:00
Show capa 0312
Família Benayon curtirá o Ano Novo no barco e gastará em média, por casal, entre R$ 2 a 3 mil (Foto: Márcio Silva)
Rebeca Mota Manaus (AM)

Com as festas de Ano Novo, vem a vontade de comemorar a virada em um lugar diferente. Existem as opções para quem quer curtir a queima de fogos num lugar fora do Amazonas e também para quem quer curtir no próprio Estado. Nessa época do ano tudo fica com um custo alto e é preciso estar preparado financeiramente para fazer uma viagem tranquila sem atrapalhar o orçamento.  Confira dicas de especialistas e de pessoas que usam estratégias para gastar menos e mesmo assim ter um réveillon diferenciado. 

O Educador Financeiro Reinaldo Domingos do Canal Dinheiro à Vista, aconselha a traçar um planejamento, além de fazer um diagnóstico financeiro. 

“O primeiro passo é fazer um diagnóstico financeiro e conhecer a sua situação atual. Se não poupou dinheiro para essa viagem, é válido optar por passeios mais baratos, sem que seja necessário se endividar. Há várias cidades próximas da capital com pontos turísticos bacanas, além de parques e atividades culturais de baixo custo ou gratuitas. Trace um planejamento para uma viagem nada mais é do que definir local, período, hospedagem, transporte e alimentação, orçando cada um desses itens, para conhecer o total dos gastos e o custo geral da viagem”, enfatiza. 

O especialista aconselha a colocar na ponta do lápis todos os gastos envolvidos, incluindo um valor extra para imprevistos, como oportunidades de passeios ou compras que deseje aproveitar na ocasião, mas não teria como prever. “Além de pensar na viagem em si, é preciso lembrar das despesas comuns de final e inicio de ano, como presentes, celebrações, ceia de Natal, IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, por exemplo”.

Antecedência
O ideal é comprar passagens e reservar as acomodações com antecedência. Porém, se você ainda não fez isso, ainda é possível viajar sem gastar muito. Escolha destinos menos badalados, flexibilize datas de partida e chegada e lembre-se de utilizar, se possível, os programas de pontos e milhagens.

“É importante estabelecer um limite diário para gastos e viajar com pouca bagagem. Outra dica é, ao invés do hotel, optar por outras acomodações mais simples e baratas (hostel, camping, locação de imóvel por curtíssima temporada), mas que inclua os recursos mínimos que necessite”, comenta o especialista em finanças Alexandre Prado para 
Prado.

Outra dica do especialista é evitar usar táxi e serviços de transfer, optando por transporte público sempre que possível. Busque por restaurantes menos conhecidos e fora de zonas turísticas ou coma na rua, mas não em fast foods. “Compre ingredientes e prepare suas próprias refeições. Outro ponto muito importante: contenha o impulso de fazer muitas compras”, alerta.

Aventureiros


A família de Silvia Benayon passará a virada de ano sobre as águas. O grupo de aproximadamente 30 pessoas alugará um barco incluído pernoite, a ceia e uma parada no dia seguinte em alguma praia. O custo por casal fica entre R$ 2 a 3 mil. 

“Meu pai e meus tios têm o barco, daí nós escolhemos um, reunimos a família, fazemos uma parada na praia da Ponta Negra para apreciar a queima de fogos, depois seguimos para outro lugar. O dinheiro é para custear o combustível, a alimentação que inclui a ceia, o café da manhã e almoço do dia seguinte e as bebidas. É algo muito tradicional e divertido que realizamos todos os anos”, conta. 

Um grupo de paraquedistas se reúnem todos os anos para saltar na virada do ano. Por já atuarem na profissão o custo não é grande. Eles pagam R$ 160 por pessoa para o avião e cada um leva um prato de comida para a ceia. 

“Nós juntamos os amigos mais próximos, nos dirigimos ao Aeroclube e na Ponta Negra saltamos. É algo muito a nossa cara. Entramos o outro ano com muita adrenalina”, conta o paraquedista Luiz Dias. 

O empresário Davi Campos é acostumado a passar o réveillon fora do estado. Uma tática que ele usa para economizar é o planejamento. Este ano ele e sua família vão à Argentina, mas já foram aos Estados Unidos, Pernambuco e Rio Grande do Sul. 

“Eu compro as passagens aéreas sempre antes. Para este ano comprei em junho deste ano. Economizo pelo menos 30% eu mesmo organizando a minha viagem, se for contratar uma agência de viagem gastarei bastante. Quanto ao transporte eu alugo um carro dividimos o valor para cada um e o hotel uso o Ibis que na minha opinião sai mais barato”, explica. 

Já o estudante de direito, Kayo Albuquerque, optou por passar a virada de ano diferente. Ele encontrou uma promoção no Monte Roraima nas redes sociais e encarou o desafio. 

“Resolvi começar 2018 fazendo algo diferente, já que marca a conclusão da minha graduação e também por ser o ano que farei meus 30 anos de idade. Quando eu vi a promoção adquiri o pacote e fui logo pesquisando o que eu precisava comprar. O bom é que eles incluem muitas coisas no pacote, inclusive a ceia. Estou indo um dia antes e volto um dia depois, então eu vou ser hospedado pelo crowdsourcing, logo não terei custos com o hotel”, explica

Opções em Manaus

A consultora de viagem da Via Turismo, EricaSilva,  explica que há várias opções em Manaus para quem quer passar o réveillon aqui. “Nós temos passeios de barco com pernoite e ceia com paradas em três lugares diferentes que pode ser no encontro das águas, interação com os botos e selva indígena, que sai entre R$ 1 a 1,5 mil ”.

A agência de viagem Amazon Explorers teve todos os pacotes para Margarita vendidos. O gerente da agência, Andrew Lima, explica que a quantidade de contratos fechados este ano foram melhores que ano passado. 

“Vendemos para 70 pessoas o pacote de Manaus a Margarita. Para uma virada de ano aqui no Amazonas temos o cruzeiro que faz percursos em praias daqui que custa aproximadamente R$ 4 mil. Temos opções em hotel de selva que sai de R$ 1 a 2 mil reais”, diz. 

Monte Roraima

Para quem deseja começar 2018 com muita aventura, o Monte Roraima Travel, preparou um tour de oito dias no Monte Roraima que inclui hotel, transporte, barraca dupla, isolante, utensílios de cozinha, banheiro, alimentação em todos os dias de trilha, carregadores para o material logístico. Além da ceia da virada do ano.  O pacote sai por R$ 990. Mais informações: (95) 8100-7465.

Publicidade
Publicidade