Publicidade
Entretenimento
DECORAÇÃO

Preto nada básico: arquitetas indicam uso da cor em projetos residenciais e corporativos

Segundo a arquiteta e designer de interiores Ana Rita Sousa e Silva, no entanto, é preciso saber equilibrar a composição geral para não criar ambientes muito pesados 28/05/2017 às 05:00
Show vida0328 18f
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

O preto nem sempre está entre as primeiras opções de quem pensa em decorar ou mudar a cor das paredes de casa ou do escritório – muitos acham que ele tende a escurecer o ambiente, deixando-o com uma atmosfera muito séria e até sombria. Mas se a tonalidade for usada acertadamente, ela pode alavancar o estilo do décor. É o que diz Ana Rita Sousa e Silva, do escritório AR Arquitetura & Design, que costuma usar bastante o preto em seus projetos, pois ele confere elegância e modernidade aos cômodos.

Segundo a arquiteta e designer de interiores, no entanto, é preciso saber equilibrar a composição geral para não criar ambientes muito pesados. “Sempre usei muito o preto na decoração, pois, normalmente, deixa os projetos mais sofisticados e atemporais, pois é uma cor que nunca sai de moda”, afirma.

“Normalmente, essa cor é utilizada em projetos corporativos e comerciais. Já nos residenciais as pessoas acreditam que deve ser evitada, mas nesses ela também cai bem”, completa a profissional, dizendo que nos projetos clássicos o ideal é que o preto seja combinado com tons mais beges e amadeirados. “Nos modernos, pode ser usado com tons de branco, cinza e cores mais vibrantes. No caso do preto, prefiro que seja utilizado em apenas uma parede de foco de visão”.

Para Ana Rita, há apenas uma exceção: deve-se evitar o uso do preto em quartos infantis, pois essa é uma cor que transparece muita seriedade, o que exige certa maturidade para ser utilizada.

Mais dicas

A arquiteta amazonense Rafaela Santos destaca o toque de elegância que o preto tende a conferir aos ambientes. “Infelizmente, poucos se arriscam a usá-lo por roubar muito a luz. Porém, se for combinado com outras cores ou mesmo usado nos detalhes, ele traz muita sofisticação, além de ajudar a esconder algumas imperfeições”, diz.

Para ela, a neutralidade do preto também é propícia à combinação com praticamente todas as cores, a depender do objetivo do projeto. “Por exemplo, preto e branco é uma combinação bem clássica. Se misturado ao concreto e amarelo, tende a uma decoração mais industrial”.

Sobre as formas de aplicação da cor, Rafaela afirma que o preto pode ser usado tanto nas paredes, com tinta ou papel de parede, quanto em revestimentos, móveis e luminárias. Segundo ela, vale até pintar o teto, o que não reduz em nada o aconchego do ambiente. 

“Ele cai bem melhor em ambientes de socialização, como salas, cozinha e espaços públicos. Por ser uma cor que contrasta bastante com as outras tonalidades, ele desperta atenção”, finaliza.

(Confira no Bem Viver Blog como fazer uma "parede lousa" em casa)

Publicidade
Publicidade