Publicidade
Entretenimento
Vida

Primeira Classe: médica Ednéa Ribeiro relembra infância e revela ser boa colecionadora e anfitriã

A doutora em gerontologia e especialista em estética abriu as portas de casa para uma conversa sobre família, trabalho e cuidados com a beleza 11/09/2015 às 14:13
Show 1
Médica Ednéa Ribeiro é especializada em estética
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Quem é convidado a entrar na casa da médica Ednéa Ribeiro dá de cara com uma porção de cadeiras e poltronas, de várias épocas e designs, cuidadosamente dispostas entre as áreas de convivência. Logo fica claro que se está no território de alguém que gosta de receber bem e com estilo. Confortável também foi a conversa de Ednéa com o Primeira Classe. No bate-papo, a especialista em estética contou como conheceu o marido, o Dr. Euler Ribeiro, aos 12 anos, e ainda revelou suas manias e cuidados com a beleza.

Você é nascida em Manaus?

Sim, na Beneficente Portuguesa, mas morei minha infância praticamente toda em Parintins, onde meu pai tinha uma fazenda maravilhosa chamada Remanso. Cresci solta, sem o estresse da cidade grande. 

Quais as melhores lembranças dessa época?

Meu pai era do comércio e tinha uma usina de pau-rosa. Quando ele viajava para o Rio de Janeiro me trazia brinquedos de corda que a gente não encontrava por aqui. O Natal também era muito festejado por ele, que todo ano organizava um almoço grande para a comunidade com distribuição de presentes para as crianças.

Como você e o seu marido, o Dr. Euler, se conheceram?

Ele frequentava a nossa fazenda em Parintins. Namoramos desde que eu tinha 12 anos de idade. Sou touro, meu marido é leão e já são 47 anos de casamento. Como isso deu certo? (risos)

Quando a medicina entrou na sua vida?

O Euler fazia Medicina em Belém quando me mudei para lá para me formar em Sociologia. Casamos em Belém e moramos no Pará uns dez anos. Muita gente ainda hoje pensa que somos paraenses porque não falamos muitas gírias nem temos o sotaque daqui. Eu estava grávida do meu primeiro filho quando ingressei em Medicina, já na Ufam, e durante muito tempo tivemos uma clínica de doenças respiratórias em Manaus.

Qual a sua especialidade hoje?

Em Brasília, durante o segundo mandato do Euler como deputado federal, amigos médicos estavam fazendo pós em medicina estética, que não havia no Brasil na época, e me animaram a fazer também. Hoje trato só dessa parte: cuidado da pele, harmonia da face, preenchimento, aplicação de botox... Hoje, na nossa clínica eu atendo a estética, o Euler atende a geriatria e o Euler Filho fica na cirurgia plástica.

Acredita que acertou na profissão?

Adoro o que faço porque sou vaidosa e gosto de estar sempre arrumada. Isso melhora a autoestima de qualquer pessoa. E é bom para mostrar para os pacientes a importância da beleza, da harmonia e de um pouco de glamour no dia a dia. E não é só mulher não, hoje em dia o homem está se cuidando mais.

Quais os seus cuidados com a saúde?

Eu e o Euler fazemos cerca de cinco quilômetros de caminhada todos os dias de manhã, além de musculação com personal trainer três vezes por semana. Também procuramos ter uma alimentação saudável e quase não como carne vermelha. Mas não sou muito de comer, meu pecado mesmo são os doces. Açaí me tira de qualquer dieta, é algo que não pode faltar na nossa geladeira.

E os rituais de beleza?

De manhã faço uma higiene no rosto e passo uma proteção para sair para a caminhada. Antes de dormir também faço uma limpeza profunda, e não precisa ser com produtos caros ou importados. Produto de bebê, por exemplo, não causa mal a ninguém. No mais, gosto de estar maquiada e o cabelo não pode estar ao léu. Tenho uma escovista de anos que é a Sônia Lobato, toda sexta tenho o compromisso de ir ao salão dela.

Porcelana

Um dos xodós de Ednéa é a sua coleção de xícaras. As peças, das mais diversas cores e estilos, foram adquiridas em viagens a países como Alemanha, Portugal e França. “E todas são usadas nas festas ou recepções que fazemos aqui”, ela faz questão de frisar.

Boa anfitriã

“Recebemos muitos amigos em casa. Geralmente, nas quartas à noite fazemos um jantar, um petit comité para três ou quatro casais, que é para conseguirmos dar atenção para todo mundo”, conta ela. Os pequenos eventos caseiros também são a oportunidade perfeita para Ednéa tirar a prataria da gaveta. Nessas ocasiões, o marido Euler Ribeiro, cujos dotes culinários são conhecidos, gosta de assumir a dianteira da cozinha gourmet do casal.

Decoração eclética

Decoração é outra paixão declarada da médica: “Gosto de ter coisas novas na casa”. A visita a antiquários e feiras de decoração é um programa que não pode ficar de fora das viagens que ela faz com o marido. De Buenos Aires ela trouxe as poltronas francesas estilo Luís XV. “Tenho apego às minhas coisas porque cada objeto tem uma história”, diz.

Em família

Ednéa e Euler Ribeiro têm um casal de filhos: Gisella Bolognese e Euler Filho. Os dois deram aos pais quatro netos: Gabriel, João Victor, Lucca e Euler Neto. O primeiro, hoje com 21 anos, mora desde os 17 em São Paulo, onde estuda Engenharia na Mackenzie. Ednéa se orgulha de ter criado os filhos para o mundo. “Qualquer mãe fica feliz em ver os filhos bem orientados na profissão e caminhando com os próprios pés”.

Não falta na bolsa

Pente, batom, blush, óculos de sol, lenço umedecido e as chaves de casa estão entre os itens que não podem faltar na bolsa da médica. Apesar de não ser “tão supersticiosa”, as carteiras devem ser sempre vermelhas, para atrair sorte. “Também gosto muito de perfume. No momento estou usando o Love in White, da Creed, que é o mesmo da Michelle Obama”.

O que traz felicidade

“Viajar me deixa muito feliz”, conta Ednéa, que inclui Dubai, Turquia e Portugal entre os destinos inesquecíveis. Miami também é um destino comum. Outra felicidade para ela foi ter conseguido o título de doutora pela Universidade de León, na Espanha, com uma tese sobre idosos ribeirinhos do Amazonas (foto). Por outro lado, o que ela mais detesta é a mentira. “Me tira do sério”.

Publicidade
Publicidade