Publicidade
Entretenimento
NOVIDADE

Primeira graphic novel amazonense é lançada nesta quinta-feira (14) em Manaus

História criada pelo roteirista Mário Orestes tem referências sobre o rock manauara e cultura pop. Lançamento da graphic novel acontece hoje, às 18h30, na livraria Leitura, no Amazonas Shopping 14/07/2016 às 09:53 - Atualizado em 14/07/2016 às 10:06
Show graphic
Segundo roteirista, proposta é oferecer aos apaixonados por este tipo de arte a possibilidade de ultrapassar a realidade (Foto: Divulgação)
Natália Caplan Manaus (AM)

Imagine ter tudo o que você sempre almejou, dos sonhos mais simples aos bem complexos. Entretanto, em troca dessas regalias, permanecer para sempre no mesmo lugar. O que você faria? Este é exatamente o panorama da primeira graphic novel produzida no Amazonas pela Editora Valer. Intitulado “O desejo eterno”, a obra foi escrita e desenhada pelo roteirista Mário Orestes, 44.

“É uma ficção científica para o público adulto, com apenas uma personagem em um único ambiente. Vou dar um ‘spoiler’ resumido: uma garota que é abduzida e tem a oportunidade de realizar todos os desejos dela apenas no ambiente onde está: no quarto dela. Mas se encontra em uma crise existencial, porque, ao mesmo tempo em que tinha tudo, não tinha o que mais queria: a liberdade. Ou seja, não tinha nada”, explicou.

Segundo ele, a proposta é oferecer aos apaixonados por este tipo de arte a possibilidade de ultrapassar a realidade, quebrando as barreiras do tempo. Alcançar outra dimensão, quebrar as convenções e vencer os limites sociais enraizados naquilo que as pessoas entendem por “civilizado”.

A narrativa projeta os leitores para o futuro, justamente onde o tempo apresenta-se “sem grilhões” ou limites, o que permite vislumbrar outros mundos. Integrante do “Clube dos Quadrinheiros”, ele conhece desenhistas, porém, teve que arregaçar as mangas e colocar esse talento em ação.

“Sou roteirista especializado em histórias em quadrinhos e sempre tive o sonho pessoal de lançar minha própria graphic novel. Escrevi o roteiro e passei para um desenhista que conheço. Ele gostou, mas foi passando o tempo e nada. Passou por oito desenhistas até que eu peguei a empreitada para mim. Não sou desenhista, mas por acaso desenho. Não queria esperar mais. Resolvi fazer e fiz”, enfatizou o manauense.

Vencedor de dois prêmios do “Salão de Humor e Quadrinhos” (1999 e 2001), ele contratou uma equipe fotográfica e uma modelo profissionais para otimizar o trabalho. Após a sessão de fotos, foram sete meses concentrado nos desenhos. “As fotografias serviram como base. Fiquei trancado na minha casa até terminar”, declarou aos risos. “Fui para a pós-produção com outro profissional contratado. Após praticamente um ano terminei a história e fui à editora”, completou.

Inspiração

Além de ser a primeira graphic novel do Amazonas, “O desejo eterno” é o segundo comic book produzido no Estado. Ele já está à venda no sebo “É de poeira”, na praça Heliodoro Balbi, Centro, no valor de R$ 30. Um dos diferenciais do livro, revelou Orestes, é a menção de itens conhecidos da música local. “Há muitas referências à cultura pop, principalmente rock do cenário manauara e histórias em quadrinhos. Quem conhece sabe”, adiantou.

Com a realização do sonho, o roteirista que escreve desde a adolescência espera ajudar outras pessoas a produzir o próprio trabalho de forma independente e compartilhar essa arte. “Não tenho vínculo com estúdio nenhum. Tenho interesse em abrir portas para outras produções independentes. Quero que outros venham depois de mim, que isso sirva de incentivo para outras pessoas”, finalizou.

Destaque

Na história, há uma reflexão sobre o breve momento do ser humano e o anseio pela eternidade. “A quebra do tempo e o alcance da eternidade é um desejo de muitos, pois iríamos para o irreal e para o que vem seduzindo os homens desde que tiveram a consciência da sua finitude”, afirmou Mário Orestes.

Publicidade
Publicidade