Publicidade
Entretenimento
Vida

Primeira Mostra Manaus de Artes Visuais encerra neste sábado (13)

Todos os artistas participantes da mostra realizada no Paço Municipal foram contemplados pelo Edital Prêmio Manaus de Artes Visuais, lançado pela Manauscult em 2014 09/06/2015 às 14:44
Show 1
A artista plástica Hadna Abreu é uma das expositoras da mostra que ocorre no Paço Municipal
Acritica.com Manaus (AM)

Em cartaz no Paço da Liberdade, no Centro Histórico da cidade, a 1° Mostra Manaus de Artes Visuais chega ao fim neste sábado, 13. Há cerca de dois meses de exibição, a programação atraiu mais de sete mil pessoas. A exposição, que começou no dia 15 de abril, é uma iniciativa da Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

Para o diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula, a exposição é um marco por dois motivos: reunir jovens talentos das artes visuais do Amazonas e levar os moradores de Manaus ao Paço da Liberdade. “Muita gente desconhecia o Paço, um dos símbolos no nosso Centro Histórico. E a Mostra, assim como o Passo a Paço, realizado no final do mês passado, foram atrativos para o público desmistificar aquela imagem marginalizada dessa área da cidade”, disse.

Quem ainda não visitou o espaço tem apenas essa semana para conferir a mostra, que conta com 14 obras de artistas amazonenses, reunindo diferentes temáticas e linguagens, como ilustrações, esculturas, videoartes e instalações. Entre os nomes participantes, estão Hadna Abreu, Darlan Guedes, Evaldo Vasconcelos, Sarah Farias, Francisco Rider, Keila Serruya, Fabiano Barros, Afrânio Santos, Monik Ventilari, Paulo Trindade, Priscila Pinto, Diego Janatã e o Coletivo Paxiúba. A curadoria ficou a cargo do artista plástico Turenko Beça.

Todos os artistas participantes da mostra foram contemplados pelo Edital Prêmio Manaus de Artes Visuais, lançado pela Manauscult em 2014. A mostra é uma iniciativa de contrapartida à sociedade, possibilitando que as obras produzidas sejam expostas de forma gratuita ao público.

Performances

A programação da mostra também contou com performances como "Reservoir", de Francisco Rider, que deve realizar uma última apresentação nesta sexta-feira, 12, na véspera do encerramento da exposição. No espetáculo, Rider interage com rolos de papel no entorno da Praça Dom Pedro II, em frente ao Paço da Liberdade, numa espécie de intervenção com o espaço urbano.

No fim de semana, outra atração ligada à mostra tomou conta do calçadão da Ponta Negra: a videoinstalação urbana “AQUI”, de Keila Serruya, deu visibilidade ao cotidiano de travestis e mulheres transexuais através de depoimentos mostrados em televisores. As pessoas entrevistadas também estiveram presentes para interagir com o público que passava pelo local.

Visitas

Mesmo com o fim da mostra, o Paço da Liberdade continua aberto para visitação do público com exposições permanentes e de longa duração, como a Pedra Fundamental da Pinacoteca Municipal e a Coleção Thiago de Mello. Além disso, outras atividades como visitas guiadas, palestras e seminários, tomam conta do espaço, que nos primeiros dois anos após sua reinauguração, em 2013, quintuplicou o número de visitantes.

O Paço da Liberdade está localizado na Rua Gabriel Salgado, s/n, no Centro, em frente à Praça Dom Pedro II. Este ano, o espaço também passou a funcionar aos sábados, das 9h às 14h. A entrada é gratuita.

Publicidade
Publicidade