Domingo, 26 de Maio de 2019
Vida

Primeiro disco da Hawake será gravado por estúdio nacional

Banda amazonense atraiu a atenção da Fusão Estúdios, responsável pelos trabalhos de bandas como Angra e Shaman



1.jpg
Grupo é formado por Fábio Botelho (guitarra), Rod Splater (vocal), Mathias (baixo), Darlan Cruz (bateria) e Joe Neves (teclado)
05/01/2016 às 14:58

O primeiro “filho” da banda de heavy metal progressivo Hawake ainda não tem nome definido. Segundo o vocalista do grupo, Rod Splater, um disco é mesmo como uma cria em que só se define termo nominal após seu nascimento. Mas o primeiro álbum oficial da banda, mesmo antes de dar as caras, se mostra em 2016 com fortes parcerias: o álbum – ainda em fase de pré-produção – será gravado na Fusão Estúdios (SP), mesma gravadora que selou trabalhos como os das bandas Angra, Shaman, Kiko Loureiro e Noturnall.

Ainda segundo o vocalista, a produção do disco será assinada por Thiago Bianchi, que se interessou em produzir o CD. “Uma assessora viu nossos vídeos pelo Youtube e enviou para o Thiago. Ele nos mandou uma mensagem em nossa página dizendo que queria produzir nosso CD e depois falou para entrarmos em contato com ele via celular. Ele viu que temos potencial e que irá produzir nosso disco”, conta Rod.

Para o novo disco, Splater coloca que o som da banda está com uma pegada mais progressiva. “Mas vamos incluir a musicalidade brasileira e amazonense junto com o nosso heavy metal: pretendemos aprofundar bastante no heavy metal brasileiro, com as nossas influências de Angra e Sepultura”, comenta, lembrando que, até agora, cinco das dez músicas do álbum já estão prontas.

Segundo o artista, o processo com o disco se encaminhará da seguinte forma: “Nosso produtor ficará nos aconselhando via plataformas digitais para alguns ajustes e melhorias nas músicas, ele em São Paulo e nós aqui. Quando terminarmos todas as músicas, iremos todos para São Paulo gravar no estúdio do Thiago, que é o Fusão Estúdios”, declara. Após o disco – que está sem previsão de lançamento – sair do forno, a banda pretende montar uma agenda de shows pelo Brasil e América Latina.

Experiência

Antes do primeiro disco oficial, a Hawake já tinha no currículo uma demo digital, onde quatro músicas foram gravadas e lançadas na Internet. Do novo álbum, a música mais complexa de trabalhar, segundo Rod, se chama “Breaking The Silence”, que estava a um tempo sendo prometida aos fãs da banda. “Ela tem 8 minutos e 50 segundos, cheios de solos de guitarra, teclado, bateria e voz”, pontua Splater.

Sobre o cenário do heavy metal no Amazonas, Splater aponta que trabalhar com o gênero na região hoje é um grande desafio. “Digo que os maiores desafios são a falta de tempo para trabalhar mais à vontade. O fato de usar minha voz como instrumento de trabalho é um grande desafio para mantê-la saudável. Mas todos os desafios são vencidos, temos o apoio de família, amigos, fãs e do Porão do Alemão, que cedeu espaço para podermos mostrar nosso trabalho”, dedica ele.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.