Publicidade
Entretenimento
PRÍNCIPE

Príncipe William estampa capa de julho de revista gay britânica

A revista –-que normalmente exibe atletas, modelos e outros astros sob seu logotipo-– disse que o príncipe posou para o ensaio fotográfico depois de se encontrar com seu editor e com um grupo de gays e transgêneros no Palácio de Kensington 15/06/2016 às 14:59 - Atualizado em 15/06/2016 às 15:06
Show https  blueprint api production.s3.amazonaws.com uploads card image 116971 4cf252b084f04b3a9d26c481122e36d0
William aparece sorrindo na capa da revista "Attitude" (Foto: Divulgação)
REUTERS

O príncipe William vai ilustrar a capa de julho da revista Attitude para se pronunciar contra a homofobia, na primeira vez em que um membro da realeza britânica é fotografado para uma publicação gay, informou a revista nesta quarta-feira.

William aparece sorrindo perto da manchete "Fazendo História" e da citação "Ninguém deveria ser assediado por sua sexualidade ou qualquer outra razão".

A revista –-que normalmente exibe atletas, modelos e outros astros sob seu logotipo-– disse que o príncipe posou para o ensaio fotográfico depois de se encontrar com seu editor e com um grupo de gays e transgêneros no Palácio de Kensington.

William, cujo irmão, Harry, recebeu elogios em 2013 por salvar um soldado de seu regimento de uma agressão homofóbica, é citado dizendo que qualquer pessoa que esteja sendo assediada por sua sexualidade deveria fazer uma denúncia e procurar ajuda.

"Não tolere isso – converse com um adulto de confiança, um amigo, um professor, com o Childline... ou algum outro serviço (de assistência) para receber a ajuda de que precisa. Você deveria se orgulhar da pessoa que é, e não tem nada de que se envergonhar", afirmou.

A Attitude, que se define como "a revista gay mais vendida da Grã-Bretanha", disse que no mês passado William convidou a publicação "a levar membros da comunidade LGBT+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) ao Palácio de Kensington para ouvir a respeito de sua experiência com bullying".

Neto da rainha Elisabeth, William já havia dito em abril que deseja incentivar uma monarquia mais moderna e relevante.

(Por Marie-Louise Gumuchian)

Publicidade
Publicidade