Publicidade
Entretenimento
Cursos livres

Processo Natimorto: curso propõe experiências sensoriais sobre performance em Manaus

Experimento cênico encabeçado por coletivo de atores quer agregar a experiência de pessoas de fora do teatro 09/04/2013 às 15:31
Show 1
"Processo" também foi apresentado no Festival Breves Cenas de Teatro
Rosiel Mendonça Manaus

Dando continuidade a um trabalho de investigação teatral iniciado em 2011, o coletivo de artistas “Processo Natimorto”, que já realizou diversas ações cênicas pela cidade, se prepara para dar mais um passo à frente.

Na próxima segunda-feira, dia 15, o grupo de performance vai dar início a um curso livre para reunir um novo elenco de pessoas, ligadas ou não ao teatro, com o intuito de desenvolver um processo inteiramente novo, com previsão de estreia para o fim do mês de maio.

Segundo o coordenador do coletivo, Dimas Mendonça, o “Processo Natimorto” busca reorganizar as técnicas teatrais mais tradicionais dentro de um contexto contemporâneo. “Usamos essas técnicas visando a um contato mais direto com a realidade local, gerando não apenas uma reflexão, mas também uma experiência sensorial”.

De acordo com ele, a ideia atual é reunir novas pessoas para pensar esses processos de forma conjunta e procurar lugares em Manaus onde as cenas possam ser realizadas. “Ao longo do curso, vamos desenvolver um trabalho corporal, com técnicas do Teatro Físico para que os participantes ‘natimortos’ encontrem seu próprio corpo, voz e presença cênica”, resumiu o coordenador.

Quem tiver interesse em participar da nova performance, pode entrar em contato pelo telefone (92) 9140-8297, pelo e-mail macqdimas@hotmail.com ou procurar um dos integrantes do grupo no Teatrinho do Sesc Centro, no período de 19h às 22h. A atividade conta com o apoio do Teatro Experimental do Sesc (Tesc).

Troca com o público

“Não montamos espetáculos, e sim ações nas ruas ou em espaços fechados, nunca numa relação contemplativa, mas valorizando as trocas com o público. É um jogo que, para ter um resultado final, também precisa da participação do espectador”, explicou Mendonça.

Desde a primeira vez que o “Processo” ganhou as ruas, em 2011, os atores envolvidos já tinham interesse em testar uma possível comunicação com um público que não estava ali para assistir a uma performance. “Nosso interesse era atrair o olhar das pessoas para um trabalho que não tivesse um sentido tão lógico e claro”, complementou Dimas, que deu início à ideia a partir de uma inquietação pessoal como ator, cidadão e ser humano.

“Acreditamos que a arte, assim como a vida, está sempre em movimento, ainda que num outro tempo e estado de presença. Por isso, apostamos nas diversas formas de contato com o público em geral, sendo necessário construirmos uma cena, um lugar e uma persona cênica que sejam parte desse tempo. É uma maneira de questionar e lidar com a realidade por meio das expressões artísticas”, finalizou.

Saiba mais: experimento cênico

“Processo Natimorto” já ganhou três temporadas. A última, intitulada “Linha temporal de processo”, ficou em cartaz no Sesc durante três meses. Além de pagar o quanto quisesse pelo ingresso, o público podia interferir na ação.

Leituras em cena’

O projeto “Sesc Dramaturgia – Leituras em Cena” promove, de 9 a 11 de abril, a oficina “Análise de Textos Dramáticos e Técnicas de Leitura Encenada”, com foco no teatro infantil. A oficina é gratuita e será ministrada pelo dramaturgo e diretor teatral carioca Pedro Monteiro.

Ele é autor do musical “Funk Brasil – 40 Anos de Baile”, além de diretor e roteirista da série “Mateus, o Balconista” exibida pelo Canal Brasil; no cinema, foi responsável pelo longa “Vida de Balconista”. Atualmente, dirige a peça “É dos Carecas que elas gostam mais”, no Rio de Janeiro.

A atividade vai acontecer de 18h as 22h, na Sala Cláudio Santoro, no Sesc Centro, e é destinada a diretores, atores e estudantes de teatro e ao público interessado por teatro. No total, 30 vagas serão disponibilizadas. O Sesc Centro está localizado na rua Henrique Martins, 427. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (92) 2126-9587.

Desenvolvido há 15 anos, o projeto “Sesc Dramaturgia” busca estimular a leitura de textos teatrais, promover o debate entre artistas e a comunidade.

Publicidade
Publicidade