Publicidade
Entretenimento
AUDIOVISUAL

Produtora amazonense realiza seleção de elenco para série de televisão

Série de ficção em 13 episódios, “Boto” está em fase de pré-produção e contará com roteiristas de São Paulo 17/01/2017 às 13:11 - Atualizado em 17/01/2017 às 13:26
Show img 0592
Artrupe é formada por César Nogueira, Hamyle Nobre, Diego Bauer, Victor Kaleb (da esq. para a dir.) e Rafael Ramos
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

A Artrupe Produções Artísticas inicia nesta quarta-feira, dia 18, o recebimento de inscrições para a seleção de elenco do seu novo projeto audiovisual, a série de TV “Boto”, contemplada no Programa Brasil de Todas as Telas. Até o próximo sábado, dia 21, os interessados poderão entrar em contato com a produtora pelo e-mail testedeelencoboto@gmail.com, que repassará as devidas orientações. 

Segundo o diretor Diego Bauer, que divide a função com Victor Kaleb e Rafael Ramos, a seleção é aberta para homens e mulheres entre 18 e 30 anos, e não é exigida experiência anterior com atuação. “Ainda não temos os atores principais definidos, mas como já conhecemos os artistas que participam do circuito da cidade, a seleção será uma oportunidade de interagirmos com quem ainda não tivemos contato”.

Em fevereiro, a Atrupre vai analisar o material recebido e fazer os primeiros contatos com os candidatos. Nessa fase, não serão realizados testes presenciais. Depois disso, os selecionados se integrarão ao projeto a partir de março, quando devem começar as primeiras gravações.

“Boto” é uma série para televisão em 13 episódios, com 26 minutos cada. Como Bauer adianta, a trama apresenta um grupo de jovens que trabalha com teatro em Manaus e enfrenta as dificuldades de muitas companhias brasileiras: financiamento, espaço físico, entre outros. Em determinado momento, os artistas encontram uma possibilidade de mudar de situação e vão em busca disso.

“Estamos botando muita expectativa nessa produção. Passamos do ponto zero, e até a entrega dos 13 episódios teremos um ano de trabalho pela frente”, completa o diretor. 

“Mesmo que a gente já tenha trabalho com vários produtos audiovisuais anteriormente, essa experiência representa um ponto de virada na nossa trajetória porque a partir de agora vamos ter um padrão excelência e uma responsabilidade maior. Mas temos que permanecer com o espírito de antes, ter garra e não temer desafios”.

Produção

Quem assina o roteiro de “Boto” são os artistas Lígia Souto, Marcus Mazieri e Leonardo de Sá, que conheceram o diretor Victor Kaleb na SP Escola de Teatro. “O Victor recomendou o trabalho deles e tivemos uma conversa muito bacana. Posso dizer que o argumento que eles apresentaram foi fundamental para o projeto, e para isso eles vão ter total liberdade criativa”, acrescenta Diego Bauer.

Ele também destaca o quanto a produção da série tem potencial para estimular o campo do audiovisual amazonense, afinal, esse é um projeto que vai envolver uma equipe considerável de profissionais. “Está mais do que provado que, para o movimento crescer, não pode ter só uma ou duas pessoas se destacando. Se conseguirmos colocar o maior número de pessoas nessa produção, melhor”.

Publicidade
Publicidade