Publicidade
Entretenimento
EDUCAÇÃO

Professora faz sucesso nas redes sociais ensinando português com bom humor

Com livro recém-lançado, mineira Cíntia Chagas cativa alunos em sala de aula e na Internet 11/02/2019 às 16:32 - Atualizado em 12/02/2019 às 08:47
Show cintia chagas atual 1 3f8dc1dc 999f 48e5 a365 fcd5c13a31b1
Professora costuma realizar aulões em lugares inusitados (Ângelo Pastorello/Divulgação)
Rosiel Mendonça Manaus (AM)

A internet ficou pequena para a mineira Cíntia Chagas, que tem fama de ser a professora de língua portuguesa mais divertida do Brasil. Idealizadora de aulões realizados em baladas e academias de Belo Horizonte, sem falar nos vídeos acessados por milhares de pessoas no Youtube, ela acaba de lançar o seu primeiro livro, “Sou péssimo em português”, pela editora Harper Collins.

Na obra, com prefácio assinado pelo amigo Pe. Fábio de Melo, Cíntia traz histórias humoradas e autobiográficas sobre os erros que até as pessoas mais preparadas cometem no dia a dia. A professora não faz média e também se inclui nesse grupo: “Eu erro até hoje! Português é um eterno aprendizado. Quanto mais estudo, mais eu vejo que preciso estudar. Esse é o encanto da nossa língua, ela é riquíssima”.

Nascida e criada na capital mineira, Cíntia se formou em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mas desde os tempos de escola tinha mais intimidade com o português, em especial com as regras de gramática e sintaxe. Quando passou a atuar como professora, o jeito extrovertido e brincalhão já era uma marca dela: “Isso é inerente a mim, completamente inevitável. Se eu tivesse de dar aula de outra forma, eu preferiria parar de lecionar”.

A metodologia descontraída causou estranheza no início, e Cíntia chegou a ser demitida de dez empregos, até que resolveu abrir o próprio curso pré-vestibular de redação, em 2008, que hoje é o mais procurado em Belo Horizonte por estudantes que desejam conquistar uma vaga nas faculdades de Medicina.

“Meu jeito incomodava mais os colegas de profissão do que os alunos ou os pais dos alunos. E o mais curioso é que quem me criticou tenta, agora, fazer igual. Acho que finalmente as pessoas entenderam a importância do humor no processo de aprendizagem”, justifica.

Atualmente, Cíntia se encaixa numa categoria de professor multiplataforma e leva suas dicas de português por onde passa, seja no cursinho, no Youtube, no Instagram, em participações no rádio, ou nas palestras e workshops que ministra. O repertório de causos do livro “Sou péssimo em português”, por exemplo, também deu origem a um stand up comedy que ela apresenta para o público corporativo.

“Uso esse formato no mundo dos negócios, além de workshops e grupos de WhatsApp. Posso dizer que é muito produtivo. Depois de adultas e já inseridas no mercado de trabalho, as pessoas percebem não só a importância da língua portuguesa, mas também do tempo. Então o processo é bastante objetivo. Trabalho desde a escrita de e-mails e de memorandos até a comunicação oral do SAC”, explica ela, que começa a testar o conteúdo em novos formatos.

“Lancei, na semana passada, o ‘Português no Instagram’, onde vou ensinar regras de gramática e de escrita pelos stories. Em cinco dias, não havia mais vagas, foi um sucesso. Estou animadíssima!”.

Publicidade
Publicidade