Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
Blog da Mari

Programa infantil sobre a Amazônia busca protagonista até 12 de junho

Apresentadora será uma menina de aproximadamente 10 anos, que vai falar para telespectadores de 6 a 9 anos. As crianças ligarão ou passarão e-mails, fazendo perguntas sobre a Amazônia a pesquisadores



1090453.jpg Para se candidatar, a criança não precisa necessariamente ser atriz, embora isso conte pontos a favor (Reprodução)
05/06/2016 às 16:57

Mari é uma menina curiosa, que adora a natureza e que não tem vergonha de fazer nenhum tipo de pergunta. Ela é uma menina de 10 ou 11 anos, super antenada com as tecnologias e registra tudo o que vê com um celular ou uma câmera Go Pro. No seu quartinho, ela escreve todas as suas aventuras em um blog. Você sabe quem é a Mari? Nem nós. É ela que a produtora 602 Filmes está buscando para ser a protagonista do programa “Blog da Mari”, um documentário infantil, que promete mudar o olhar das crianças sobre a Floresta Amazônica e o mundo.

O “Blog da Mari” foi contemplado com o edital do Prodav (Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro), da Ancine (Agência Nacional do Cinema), que é dedicado à produção de conteúdo de TV’s públicas. Todos os anos, o Ministério da Cultura (MinC) tem lançado fundo audiovisual para atender este setor. “Especificamente, eles dão temáticas fechadas e nós temos que nos adequar a elas”, diz a diretora do programa, Liliane Maia. Na produção, a pequena Mari será a mediadora do diálogo de crianças com cientistas renomados da Região. “Serão 13 episódios de 13 minutos cada”, adianta Liliane.

A Mari do programa será uma menina de aproximadamente 10 anos, que vai falar para telespectadores de 6 a 9 anos. “Será um documentário infantil, para trabalharmos a temática de forma mais lúdica. Na história, Mari é filha de pesquisadores que moram na Amazônia, e por isso ela gosta muito de pesquisa. Ela terá esse blog, um espaço voltado para ela escrever várias coisas sobre animais e pesquisas da região”, explica a 
diretora.

Com isso, a personagem vai receber e-mails de outras crianças e colegas da escola, pedindo ajuda em alguma matéria específica. “Mari vai analisar, pesquisar e publicar”, lembra Liliane, ressaltando que se trata da primeira série infantil documental aprovada pelo edital na Região Norte. “Quando a série tiver no ar, o site também vai estar no ar. Mas não é como uma novela, gravada toda semana. A cada episódio vamos colocar posts sobre as pesquisas e informações do making of. Vamos ampliar nesse espaço um pouco mais do que vamos fazer na série”, 
declara.

As crianças ligarão ou passarão e-mails, fazendo perguntas aos pesquisadores. “Cada episódio terá uma criança real que a Mari vai levar, para questionar o pesquisador daquele dia. São perguntas inusitadas como se a mulher do peixe-boi é peixe-vaca, ou porque a lagartixa sobe na parede e não cai. Em cada episódio vai uma criança e um pesquisador convidado. A Mari estará lá, filmando com sua Go Pro, registrando tudo isso com a visão dela, a partir da câmera de mão”, explica Liliane.

Como se candidatar

Yure Cesar e Liliane Maia, diretores do projeto

A equipe está justamente atrás dessa Mari. “Quando falamos 10 ou 11 anos, não necessariamente ela precisa ter essa idade, mas pode ter uma segunda temporada, e essa criança pode estar maior. Pensando nisso, nós abrimos uma seleção para escolher essa criança. Vamos ter um teste no estúdio, mas por enquanto os interessados podem enviar um vídeo para a gente, da forma que a mãe puder fazer e  nos mandar por e-mail ou WhatsApp”, pontua.

Para se candidatar, a criança não precisa necessariamente ser atriz, embora isso conte pontos a favor. 

“A Mari não deve ser uma menina perua, mas sim super curiosa, sapeca e que gosta de fazer muitas perguntas sobre o nosso planeta. E ela independe de cor, características físicas, pode ser qualquer menina, desde uma menina branca, negra ou com traços indígenas e orientais. Ela precisa também ser extrovertida, porque durante as gravações ela vai interagir com plantas e animais. Não pode ter medo de aranhas ou cobras. Mas ela será sempre acompanhada por profissionais que visarão a segurança dela”, encerra Maia.

saiba +

As gravações da série serão feitas entre junho e julho. Os vídeos podem ser enviados até o dia 12 de junho, para o e-mail mari@blogdamari.eco.br ou para o Whats App (92) 99183-9353.

“Queremos que as meninas, no vídeo, se apresentem e digam porque elas acham que devem ser a Mari”, diz Maia. Todas as produções feitas pelo Prodav vão fazer parte de um banco de projetos e podem entrar na grade nacional, ou reprisar no estado do Rio Grande do Sul, ou na TV Cultura do Amazonas.

Ficha técnica

Diretora: Liliane Maia

Roteiristas: Mariana Ferraz e Alexandre Santana

Direção de Arte: Oscar Ramos

Direção de Fotografia: Yure Cesar

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.