Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.gif
publicidade
publicidade

Vida

Programação cultural do projeto “Amazônia de Todas as Artes” segue até o dia 13 de julho

As atrações culturais promovidas pela SEC - que inclui teatro, dança e música - vai ocorrer até o próximo dia 13 de julho, data de encerramento da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014


07/07/2014 às 18:08

Um dos símbolos máximos da cultura amazônida, o Teatro Amazonas vai receber, na última semana do projeto “Amazonas de Todas as Artes”, uma diversificada programação que inclui teatro, dança e música. O destaque fica por conta dos grupos que compõem os Corpos Artísticos do Estado, que terão mais uma oportunidade de divulgar o talento dos artistas locais. 

Promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, o projeto “Amazonas Terra de Todas as Artes” ofereceu ao público quase mil atividades artísticas, que vão acontecer até o próximo dia 13 de julho, data de encerramento da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. No total, a iniciativa, que teve investimentos na ordem de R$ 2,9 milhões, beneficiou aproximadamente 40 mil artistas. 

Nesta segunda-feira (7) será encenado o espetáculo “A Noite Em Que Blanche Dubois Chorou Sobre A Minha Pobre Alma”. Estela (Julia Soutello), uma atriz frustrada e solitária, contrata o michê Jony (Eduardo Gomes) para acompanhá-la numa noite. Os segredos e as semelhanças entre ambos são revelados na peça escrita pelo roteirista e diretor teatral Jarbas Capusso Filho. Solidão, esperanças e desesperanças trazem à tona muito mais do que a situação indicava.

O espetáculo estreou em junho de 2013 no Les Artistes Café-Teatro, com temporada de três dias exclusivos para a imprensa. No mesmo ano, foi encenada em Itacoatiara durante a décima edição do Festival de Teatro da Amazônia. A empreitada marca a estreia da Companhia Eduardo Gomes no circuito teatral amazonense.

O título faz referência à personagem do clássico “Um Bonde Chamado Desejo”, escrito pelo dramaturgo norte-americano Tennessee Williams que estreou em 1947. Dirigido por Francisco Cardoso, com fotografia assinada por Ramoniel Gomes, a apresentação começa às 21h e tem ingressos no valor de R$ 10 (meia).

Luz, fumaça e outros recursos cênicos reforçam o clima de alucinação do espetáculo “Ayahuasca”, da Companhia Casarão de Dança, que sobre ao palco do Teatro Amazonas na terça-feira (8), às 21h. Baseado em pesquisas sobre a utilização ritual da raiz, o grupo, que conta com onze bailarinos, vai transpor ao palco sua visão da experiência. “É uma oportunidade interessante, tanto para turistas quanto para quem mora aqui e já conhece essa prática”, diz a diretora e coreógrafa Ana Laura de Andrade.

A linguagem corporal é variante aos sentimentos, atos e emoções provocadas pelas cores e assim, cada bailarino é a própria cor em ação em momentos que vão da calmaria à agitação propriamente dita. O espetáculo, produzido no ano de 2012, já foi apresentado no Largo de São Sebastião, no Centro do Idoso e Centro de Convivência da Família Pe. Pedro Vignola.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site www.bestseat.com.br ou na bilheteria do Teatro (tel: 3622-1880/3622-2420).

Para mais informações sobre as ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse facebook.com/culturadoamazonas e visite o novo Portal da Cultura

*Com informaçõe da assessoria

publicidade
publicidade
Bolsonaro promete enviar ao Congresso projeto que classifica invasões como terrorismo
Igreja Chama Church realiza Espetáculo Páscoa neste domingo (21)
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.