Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
Carlos_Vergara_cr_dito_Cesar_Duarte_02_C228207D-E619-4953-BD87-C78838BB3C87.JPG
publicidade
publicidade

EXPOSIÇÃO

Projeto Arte Sesc promove 12 exposições simultâneas em todas as regiões do país

A iniciativa, criada para promover as artes visuais modernas e contemporâneas, também abre espaço para jovens artistas e inclui materiais educativos


31/01/2019 às 10:29

Carlos Vegara, Beatriz Milhazes e Artur Bispo do Rosário são alguns dos artistas que estão na programação do projeto Arte Sesc, que acontece com 12 exposições simultâneas nas unidades do Sesc em todo o país. A iniciativa, criada para promover as artes visuais modernas e contemporâneas, também abre espaço para jovens artistas oriundos de diversos estados do país, que integram mostras coletivas. Todas as exposições são acompanhadas por materiais educativos, além de palestras e oficinas de arte.

“O Arte Sesc é uma das ações de grande relevância para democratização das artes visuais. Nesse sentido o Sesc mantém uma programação regular de mostras artísticas em mais de 190 centros culturais e centros de atividades, nas capitais e no interior em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal”, ressalta Caroline Souza, analista de artes visuais do Sesc.

Em 2019, o Arte Sesc contará com 12 exposições. A mostra “Carlos Vergara viajante – Experiências de São Miguel das Missões” apresenta, por meio de filmes, pinturas, monotipias e montagens fotográficas, a pesquisa do artista após uma visita à região onde ficam as ruínas do povoado gaúcho em que, no século 17, a missão jesuíta atuou junto aos índios. A exposição já passou por 16 estados e em fevereiro chega a Santa Catarina.

Um dos maiores expoentes da arte contemporânea, o sergipano Arthur Bispo do Rosário (1911-1989) tem sua vida e obra contadas na exposição educativa “Grande Veleiro – ativação da obra de Arthur Bispo do Rosário” que esse ano fará dois circuitos simultâneos nas regiões Nordeste e Norte. Um deles começa pelo Ceará passando por Juazeiro do Norte entre março a maio, Crato de junho a agosto e Fortaleza entre setembro e novembro. O outro circuito será em Rondônia, Tocantins e Maranhão entre os meses de abril e novembro.

Depois de passar pelas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste, a exposição “Beatriz Milhazes: um itinerário gráfico” segue a partir de fevereiro para Porto Alegre. Composta por nove serigrafias realizadas entre 1996 e 2003, a mostra também apresenta um livro da artista intitulado Meu Bem (2008), que traz referências do Rio de Janeiro como a calçada de Copacabana e o Carnaval.

Em “Carybé Ilustra Jorge Amado” 30 serigrafias criadas pelo argentino Carybé ilustram em aquarela a abertura da minissérie especial O compadre de Ogum de Jorge Amado. A exposição estará em Boa Vista entre abril e o final de maio, e de agosto a novembro em Salvador.

*Com informações da assessoria de imprensa

publicidade
publicidade
UEA está com inscrições abertas para projeto Escola do Meio Ambiente (EMA)
Bolsonaro promete enviar ao Congresso projeto que classifica invasões como terrorismo
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.