Publicidade
Entretenimento
Vida

Projeto cultural e gastronômico, ‘Passo a Paço’ será ampliado e levado aos bairros em 2016

“Vamos aproveitar esse bom momento (da gastronomia) e o enorme sucesso do 'Passo a Paço' e ampliá-lo, levando-o para outros bairros”, prometeu o prefeito Arthur Neto 07/12/2015 às 14:28
Show 1
Os quatro cantos ao redor do Paço da Liberdade foram preenchidos com arte durante o “Passo a Paço”, que teve duas edições em 2015
acritica.com* Manaus (AM)

O projeto Passo a Paço, criado pela Prefeitura de Manaus para ocupar o Centro Histórico e destacá-lo como roteiro turístico, reunindo gastronomia e atividades culturais, deverá ser levado a outros bairros da cidade a partir de 2016. A ideia foi anunciada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, na noite de domingo, 06,  durante o encerramento da Rota dos Chefs, realizada no Complexo Turístico Ponta Negra.

“A gastronomia está em alta, com boa repercussão aqui em nossa cidade. Então vamos aproveitar esse bom momento e o enorme sucesso do Passo a Paço, que está conseguindo consagrar todo o entorno do Paço da Liberdade como rota turística, e ampliá-lo, levando-o para outros bairros. Com isso vamos levar também a cultura, emprego e renda a outras zonas da cidade”, disse o prefeito.  

O bom momento dos eventos gastronômicos pode ser novamente comprovado no domingo com o encerramento o “Rota dos Chefs”, que reuniu 30 barracas dos restaurantes mais famosos de Manaus na Ponta Negra. Comandado por Paulo Fortunato,  Lídia Mota e Zamir Mustafa, o evento encerrou a sua quinta edição com o tema “Manaus dos Imigrantes”, uma homenagem às várias colônias estrangeiras que residem na capital amazonense.

“Esse era um desejo bem antigo de poder promover essa integração cultural num dos mais bonitos cartões-postais de Manaus”, destacou Paulo Fortunato. “Para o próximo ano, queremos fazer, ao menos, quatro edições. Costumo dizer que não é simplesmente uma feira para vender comida é uma um encontro delicioso de cultura, arte e gastronomia”, completou.

Concurso Nacional

Ainda no evento foi realizada a final da disputa gastronômica “Enchefs Amazonas”, que classificou três chefs locais no Prêmio Dólmã – o maior da gastronomia brasileira. Os vencedores Ana Cristina Galotta, Ana Claudia Silva e Diogo Luiz Esteves foram anunciados pelo próprio prefeito Arthur Virgílio Neto, que apoiou a iniciativa.

“Fiquei muito feliz em saber que, em 2016, Manaus vai sediar esse grande prêmio da gastronomia brasileira. Isso atrai turistas, significa melhoria na economia nesse período de crise econômica e fortalece ainda mais a nossa culinária como uma das melhores do país”, concluiu o prefeito.

Publicidade
Publicidade