Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
"Quarta do Humor"

Projeto de apoio a humoristas amazonenses será lançado no Teatro Manauara

Iniciativa será apresentada na noite da próxima sexta-feira (8) no shopping Manauara. Projeto "Quarta do Humor" fará uma seleção de humoristas locais interessados em começar ou impulsionar a carreira



humor.jpg Convidada Madame Mastrogilda apoiará lançamento do projeto (Foto: Divulgação)
02/07/2016 às 10:19

Que amazonense gosta de curtir uma boa praia no Ceará já não é novidade. Agora, essa relação vai estreitar ainda mais com o projeto “Quarta do Humor”, que será lançado com apoio da Madame Mastrogilda, na noite da próxima sexta-feira (8), no Teatro Manauara. A personagem é interpretada há mais de 20 anos por Eddi Lima, 42, e promete animar o público com piadas inéditas, muita música e interatividade.

“Este será o show mais diferente que já fiz. Perto do final, as pessoas entram no espetáculo, participam mesmo e teremos uma parte musical, um ‘The Voice Manaus’. Teremos muitas piadas novas e improviso”, disse ao ressaltar onde busca inspiração. “Das coisas do cotidiano, do que leio e do que assisto na TV. Quem é humorista tem facilidade de sempre encontrar uma piada. Até durante esta entrevista, eu já pensei em uma para o show”, brincou.

O projeto, idealizado pela Apoena Produções e Eventos, fará uma seleção de humoristas locais interessados em começar ou impulsionar a carreira. Para participar, basta enviar um vídeo para a página oficial da empresa no Facebook, por e-mail (brenocomercial@hotmail.com) ou entrar em contato por telefone. Os escolhidos ganharão um espaço para se apresentar semanalmente no restaurante AeroBis, com direito à contrato e cachê profissional.

“Acho importantíssimo, porque acabamos descobrindo novos talentos. Muita gente posta vídeos no Youtube, mas não monta um show ou se lança como comediante. Esse trabalho vai abrir a oportunidade de ter um circuito entre Amazonas e Ceará, fazer uma parceria. Inclusive, conheci alguns em shows meus. Eles me dão material e têm vontade de formar um quarteto de improvisos. O Amazonas tem muitos talentos”, enfatizou o cearense.

Reconhecimento

Ganhador de vários concursos em programas de televisão, como Eliana e Silvio Santos, Eddi Lima não tinha apoio de toda a família no começo da carreira. Hoje, é o único cearense que fez uma turnê pela Europa, tem quadros especiais em programações de TV locais, se apresenta em um dos maiores complexos turísticos do Brasil e sempre é convidado para participações em atrações nacionais de grandes emissoras.

“Meu pai achava que me vestir de mulher tirava a minha masculinidade. Mas na festa de homenagem aos meus 20 anos de carreira, ele aceitou e nos reconciliamos”, revelou. “Eu vivo somente do humor e estou vindo de quatro festas populares nordestinas com o ‘Aviões do Forro’. Estivemos em Amsterdã (Holanda), Zurique (Suíça), Londres (Inglaterra) e Stuttgart (Alemanha). Foi um divisor de águas na minha carreira. Nunca imaginei ter tanto cearense na Europa. Era 80% de cabeças chata na plateia”, completou aos risos.

Comediante, sim, ‘graças a Deus’

A maneira como o artista se descobriu dentro da comédia também é uma história curiosa e engraçada. Lima fazia parte do grupo de teatro de uma igreja católica, em Fortaleza. Durante uma apresentação religiosa feita a céu aberto, os atores e a plateia foram pegos de surpresa por uma chuva torrencial. Todos se abrigaram na paróquia, porém, esqueceram de um “pequeno” detalhe.

“Comecei no teatro da igreja, com peças religiosas da pastoral e teatro de rua. Uma vez fiz o papel de Jesus e, na cena da crucificação, começou a chover muito forte. Todos (atores, figurantes e público) entraram na igreja e esqueceram de mim. Eu estava amarrado com cordas, debaixo daquela chuva pesada, na parte que Jesus fala ‘Senhor, por que me abandonastes?’. Eu gritei ‘Senhor, seu #r%@$, por que me abandonaste?!’ e todos riram. Na hora, vi que meu lance era fazer humor”, lembrou.

Concorrência

De acordo com o ator, o grande número de comediantes no Nordeste, aumenta a concorrência e torna o mercado complicado para quem tenta começar agora.

“Em Fortaleza nós costumamos dizer que, em cada esquina tem um humorista. Então, para se manter no mercado é bem difícil. Estou há dez anos consecutivos na Croco Beach, maior complexo da América Latina. Lá só tem três no elenco e é um lugar muito visado”, afirmou.

Inscrições e benefícios

De acordo com o produtor da Apoena Produções e Eventos, Breno Pimentel, o projeto “Quarta do Humor” foi inspirado no cenário humorístico do Ceará, onde dois dias da semana costumam ser reservados para esse tipo de programação. A empresa decidiu focar na preferência manauara e nos talentos locais desconhecidos.

“Sou de Fortaleza. Lá, já existe essa cultura de ter dois dias na semana, com humoristas. Praticamente dos 80% dos amazonenses escolhe o Nordeste para passar férias e a ideia surgiu para criar essa ponte, dando valor aos artistas locais”, explicou. “Será um concurso fechado e, quem se destacar, vai fazer parte do nosso casting de humoristas”, completou.

Segundo ele, além de garantir um contrato com cachê para se apresentar no AeroBis, os escolhidos receberão apoio para crescer profissionalmente e farão shows para o público “expert” em comédia: o cearense. “É uma forma de dar oportunidade de o cara ter uma fonte de renda; ser humorista é uma profissão. Se ele tiver talento, vamos dar todo o suporte, de como falar, se portar no palco e prepará-lo para encarar o público”, finalizou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.