Publicidade
Entretenimento
Vida

Projeto de dança inspirado em ritual Tikuna passará por cidades do Amazonas e Pará

Intervenção “Curuminzado”, da Soufflé de Bodó Company, será levada a Nhamundá, Parintins, Oriximiná, Juruti, Itacoatiara e Manaus entre 24 de agosto e 4 de setembro 19/08/2015 às 14:34
Show 1
Elenco é formado por Denis Carvalho e Cairo Vasconcelos
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Na próxima segunda-feira, a Soufflé de Bodó Company dá início à circulação do projeto de dança “Curuminzado”, contemplado com o Prêmio Funarte Artes na Rua 2014. Até o início de setembro, o trabalho vai passar por seis municípios do Amazonas e Pará (Nhamundá, Parintins, Oriximiná, Juruti, Itacoatiara e Manaus), totalizando 18 apresentações. A direção é de Francis Madson e a obra conta com os intérpretes Cairo Vasconcelos e Denis Carvalho no elenco.

Com caráter de intervenção artística, “Curuminzado” coloca em questão as vivências dos meninos e meninas da cidade de Manaus, suas relações com a cosmologia indígena e as infiltrações da sociedade urbana manauara. Em 2014, o espetáculo participou da abertura nacional do circuito Palco Giratório, do Sesc, realizada em Porto Velho (RO).

“É uma ideia de sobreposição de universos e das características da vida familiar, especificadamente do universo infantil beiradeiro com o imaginário infantil urbano. Criamos diálogos entre dança, performance e a cosmologia indígena do Ritual da Moça Nova, da etnia Tikuna”, explica o diretor.

Segundo ele, as intervenções vão acontecer nas escolas públicas de cada cidade e também nas beiradas do rio, praças, feiras e outros espaços públicos. Ao todo, os artistas vão percorrer cerca de 1.300 quilômetros durante a viagem de barco entre Manaus e Oriximiná, município paraense do Baixo Amazonas.

Madson destaca a escolha das cidades incluídas na circulação. “Acreditamos que devemos colocar nos projetos de circulação outras cidades além das capitais. É ir além do pensamento de que determinado local é carente de manifestações artísticas. É possibilitar o encontro em contextos difusos e assistir presencialmente ao nascimento de outros interesses por parte da população. Precisamos tornar visíveis essas rotas para que possamos assimilar que ‘circulação’ também é pensar em outros eixos”.

Agenda

Nhamundá (AM) - dia 24 de agosto

Parintins (AM) - dia 26 de agosto

Oriximiná (PA) - dia 28 de agosto

Juruti (PA) - dia 31 de agosto

Itacoatiara (AM) - dia 2 setembro

Manaus (AM) - dia 4 de setembro

Publicidade
Publicidade