Publicidade
Entretenimento
Intervenções verdes

Projeto quer incentivar experimentos de arte em Reserva de Manaus

Iniciativa do projeto quer incentivar a reflexão sobre a arte e o meio ambiente 08/03/2013 às 10:26
Show 1
O Lab Verde: Experimentações Artísticas na Amazônia vai estimular experimentos de arte na Reserva Adolpho Ducke
Jornal A Crítica ---

A Manifesta Arte e Cultura está realizando o projeto Lab Verde: Experimentações Artísticas na Amazônia, uma iniciativa pioneira de reflexão sobre arte e meio ambiente que irá promover um conjunto de conteúdos inéditos nas artes visuais e incentivar o desenvolvimento da Land Art no Brasil.

A primeira edição do programa irá selecionar cinco artistas para a realização de intervenções na Reserva Florestal Adolpho Ducke, na cidade de Manaus. Para tanto, está realizando uma convocatória pública entre os artistas de diferentes regiões brasileiras para participar do Edital Lab Verde, disponível no site oficial do programa (no endereço www.labverde.com.br).

Os artistas selecionados serão orientados por uma equipe de especialistas das áreas de Biologia, Artes Visuais e Arquitetura e consagrados com R$ 3 mil para a produção de obras, bem como uma viagem a Manaus para um período de residência na Reserva Florestal.

Além da experiência na Reserva, o programa irá realizar o seminário “Lab Verde: Interações entre Arte e Meio Ambiente”, em parceria com a Universidade Federal do Amazonas, e fará a edição de uma catálogo disponível para download.

Área preservada

Localizada a 25 quilômetros de Manaus, a Reserva Florestal Adolpho Ducke é coberta por uma típica floresta tropical da Amazônia, abriga 100 km² de mata preservada e é a maior reserva florestal urbana do mundo. Criada em 1963 com o objetivo de preservar a floresta amazônica para o futuro, é administrada pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa), responsável por cuidar da área de conservação e preservar sua biodiversidade.

Atualmente, a reserva é uma das principais áreas de estudos do Inpa: cerca de noventa profissionais e estudantes desenvolvem pesquisas de pós-graduação nas áreas de climatologia, zoologia, botânica, ecologia e gestão de zonas protegidas, entre outras.

Publicidade
Publicidade