Publicidade
Entretenimento
Fitness

‘Pronto pra Casar’: Desafio chega ao fim e jornalista apresenta resultados positivos

Victor Affonso começou o projeto com 123kg. Agora, comemora a perda de peso e o ganho em qualidade de vida 14/08/2016 às 10:00
Show victor 002
Diferença do antes e depois de Victor participar do desafio é visível (Fotos: Winnetou Almeida e Clóvis Miranda)
Natália Caplan Manaus

Em contagem regressiva para subir ao altar — faltam seis dias! —, Victor Affonso completará 26 anos de idade amanhã (15). E a comemoração para a festa dupla terá um presente conquistado com muita dedicação: 14 quilos a menos e exames de saúde positivos. Foram cinco meses do projeto “Pronto para Casar” feito pelo jornalista com apoio de profissionais da Cia Athlética e médicos da One Clinic Saúde Preventiva.

Tudo mudou: a minha forma de pensar, de mastigar... Até para abaixar e pegar uma caneta no chão, faço em uma posição diferente, mais rápido e sem me cansar. Antes, eu ficava ofegante em subir dois lances de escada. Hoje, faço coisas diárias que antes me cansavam e não davam vontade de fazer. Meu rosto mudou, minhas roupas mudaram (voltei a usar algumas que não usava há três anos). Então, ganhei um guarda-roupa novo”, diz.

Apesar de ter praticado alguns esportes quando era mais novo, Affonso nunca teve uma alimentação saudável e sempre lutou contra a balança. Com 1m86 de altura e peso ideal estipulado pela equipe (após avaliação) em 100kg, o comunicador iniciou essa jornada com 23kg a mais. Nesse período, publicou sobre a experiência, com direito a textos, fotos e vídeos, em um blog criado no Portal A Crítica.

“A primeira meta era de um quilo por semana, o que daria um total de 20kg. Eu achava que tinha perdido dez ou 11 e estou bastante satisfeito. Óbvio que poderia ter eliminado mais, mas fiquei um mês sem treinar nem me alimentar corretamente”, afirma, ao revelar que ter arranjado um segundo emprego mexeu com a rotina. “Se eu tivesse mantido o foco que eu estava nos primeiros meses, é bem provável que teria atingido a meta”, pondera.

Com o alvo alcançado, ou não, o comunicador ficou satisfeito com os resultados dos exames de colesterol (aumento do bom e diminuição do ruim), glicose (normalizou), a redução de gordura nos órgãos e de alguns centímetros de barriga. Antes da mudança radical no modo de viver, ele apresentou dados alarmantes, que o destinavam para a manifestação de diabetes e hipertensão antes mesmo de chegar à casa dos 30 anos.

“A meta estipulada, eu não alcancei, mas estou muito feliz, porque foi o suficiente para me mostrar que há, sim, uma boa vida aliada à prática de exercícios e alimentação correta. Eu consegui ver que esse é o caminho para uma vida longa e saudável. Eu não tinha essa noção antes. Se exercitando, durmo melhor, acordo melhor e mais cedo, tenho mais disposição para sair, trabalhar e aprender coisas novas”, declara.

De volta aos trilhos

Apesar desse pequeno “desvio” na jornada, Affonso declarou que ganhou fôlego para retornar ao ritmo na reta final, mesmo com o tempo mais apertado. E, diferentemente de outras tentativas anteriores e frustradas em busca de ser ativo, pegou o gosto pelo novo estilo de vida. Ele garante: mesmo com o fim do desafio, não pretende mais cair na armadilha do sedentarismo e fast food.

“Percebi o quão perigoso e fácil é a gente se acomodar e perder tudo que foi conquistado. Apesar de ter feito alguns esportes quando era criança e adolescente, nunca gostei de me exercitar. No desafio, pela primeira vez, senti gosto pela atividade física, principalmente, o treino funcional. Quando parei um mês dentro do programa, eu já estava com outro corpo, mais flexibilidade e resistência. Então, foi tranqüilo voltar”, enfatiza.

Saúde plena

A avaliação final do peso e dos exames feita na One Clinic Saúde Preventiva — avenida Mário Ypiranga, 315, edifício The Office, Adrianópolis — agradou a equipe de profissionais que acompanhou Victor Affonso no “Pronto pra Casar”. O cardiologista Tales Asper até se admirou de o jornalista ter parado por um mês. “Melhorou muito todo o perfil dele. Esteticamente, observamos o peso e circunferência abdominal, que diminuíram muito. Isso diminui o risco de problema cardiovascular, de ele ter um infarto algum dia. Do ponto de vista médico, dos exames, melhorou tudo, inclusive, diminuiu o percentual de gordura. Ele teve uma resposta bastante satisfatória”, declara.

BLOG Ana Consentini, nutricionista funcional

“Antes da consulta individualizada, por meio de análise do exame bioquímico, vimos que ele tinha taxas elevadas de colesterol, sódio, e creatina, enquanto o HDL (colesterol bom) era muito baixo. Introduzimos alimentos funcionais, com selênio, magnésio, ômega 3 e 6, entre outros. Antes, ele estava com resistência insulínica, aumento da taxa de glicose. O primeiro passo, o Victor deu: ter foco, garra e perspicácia para seguir em frente e reduzir o peso. Foi feito o plano alimentar de acordo com a massa corporal e circunferência abdominal. Fizemos a troca inteligente de alimentos calóricos pelos saudáveis, uma reeducação alimentar. Ele conseguiu trocar o pão branco por raízes, como cará e batata doce; os queijos amarelos pelos brancos; tirar a farofa e o refrigerante; fazer 50% do prato com verduras e legumes e 200g de proteína. Tudo isso sem suplementação, com determinação em busca da qualidade de vida.”

BLOG Diego Pedroza, gerente de musculação da Cia Athletica

"O planejamento da atividade física foi muito importante, porque conseguimos trabalhar, em um curto período, o processo de emagrecimento. Como ele não teve muito tempo para treinar, foi preciso trabalhar com intensidades variadas, sempre buscando o máximo e métodos de treinos variados na musculação. Usamos muito as aulas funcionais e Hiit (High Intensity Interval Training) junto com a musculação. Também incluímos, a cada duas semanas, novas modalidades de acordo com o perfil do Victor e com a meta que ele tinha. Ele quase conseguiu bater a meta de emagrecimento, mas o mais importante foi a melhora na qualidade de vida. O Victor melhorou muito o condicionamento físico e obteve uma melhora grande nas atividades diárias, ficou mais disposto a encarar as rotinas do dia a dia. Infelizmente ele teve alguns imprevistos e não conseguiu a frequência que gostaríamos na academia, mas, mesmo assim, teve um bom resultado."

Publicidade
Publicidade