Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
Vida

Protagonistas de séries famosas são ‘mortos’ e causam comoção em espectadores

Nos Estados Unidos, fãs chegaram a criar petição para salvar personagem de ‘Uma Família da Pesada’



1.jpg Um dos favoritos do público morreu no último episódio que foi ao ar da série animada 'Uma Família da Pesada', exibido no domingo, 24, nos Estados Unidos. Personagem foi substituído por outro, com dublador mais famoso
30/11/2013 às 10:26

Conhecida por seu humor afiado, a série animada “Uma Família da Pesada” mudou de tom no último domingo (24). Isso porque os produtores do seriado, um dos mais longevos da TV norte-americana, resolveram matar um de seus protagonistas (atenção, spoilers a seguir!): o cachorro Brian Griffin. O personagem, um cão extremamente inteligente e que esteve desde a primeira temporada junto à família principal, foi atropelado no 6º episódio do 12º ano da animação, intitulado “Life of Brian” - ou “A Vida de Brian”.

Mesmo com a Fox, emissora responsável pela transmissão de “Uma Família da Pesada” nos Estados Unidos, já tendo anunciado que um dos personagens fixos da série morreria, o capítulo surtiu como um baque para os fãs do seriado. Estes, inclusive, lançaram uma petição de protesto na segunda-feira, 25, tentando salvar o cachorro. “Achei ridículo eles matarem um personagem que estava desde o episódio piloto somente para colocar um dublador famoso”, comentou o jornalista Bruno Graça, referindo-se ao novo mascote da família Griffin, Vinnie, cuja voz pertence ao ator Tony Sirico, de “Família Soprano”.



“Foi desnecessário”, acrescentou o jornalista. Na opinião dele, ainda, a animação pagará caro pela sua decisão: “O público se identifica muito com os personagens, ele (o Brian) era um dos favoritos, junto ao Stewie. Acredito que ‘Uma Família da Pesada’ cairá muito a partir de agora. Geralmente, quando fazem isso, séries de TV não se recuperam”.

Negócio arriscado
Apesar de vir à tona com a morte do cãozinho - até o fechamento desta edição, a petição para salvar Brian já possuia mais de 113 mil assinaturas -, a onda de eliminar protagonistas ou fan favorites (personagens favoritos dos fãs) já é algo praticado há alguns anos, principalmente na TV. Em 2006, por exemplo, o público entrou em choque quando a patricinha Marissa Cooper (Mischa Barton), da extinta “The O.C.”, morreu em um acidente de carro, no Season Finale da 3ª temporada. A decisão não foi nem um pouco bem recebida pelos telespectadores e, no ano seguinte, o seriado foi cancelado por queda de audiência.

“Game of Thrones” e “The Walking Dead” também se encaixam nesse grupo. A primeira, baseada na obra de George R. R. Martin, ficou famosa por não ter medo de matar personagens importantes, e de forma super violenta. Ao longo de suas três temporadas, vários favoritos já levaram o bote, entre eles: Ned Stark (Sean Bean), Khal Drogo (Jason Momoa) e Robb Stark (Richard Madden). Enquanto isso, no drama zumbi, mais de 15 mortes já chocaram o público. A maior delas, no entanto, foi a da esposa de Rick (Andrew Lincoln), Lori (Sarah Wayne Callies).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.