Publicidade
Entretenimento
GASTRONOMIA

Véspera do Dia da Consciência Negra, conheça o prato favorito de Nelson Mandela

A chef de cozinha Selma Reis, do Zefinha Bistrô, fez uma releitura do Bobotie, uma espécie de torta de carne feita com ovos e especiarias 19/11/2018 às 16:43
Show bv0121 02f f0810493 2205 43a6 b076 1646ac02e19a
O prato é mais comum na África do Sul, e sustenta sozinho, sem complemento algum, uma refeição. Fotos: Antonio Lima
Laynna Feitoza Manaus (AM)

O líder e político Nelson Mandela foi mundialmente conhecido por ter lutado pela democracia multirracial. Mesmo com todas as honrarias que recebeu na vida – como o Nobel da Paz, por exemplo – não deixou de lado os costumes e alimentos que marcaram a sua vida. Um deles é o Bobotie, prato favorito de Nelson, que tem origem sulafricana e que se reúne carne, ovos e especiarias populares da África.

Com a proximidade do dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro, relembramos o capítulo das lutas de Nelson, que não deixava, de lado, os pratos que amava. O livro “Fome de Liberdade: A História da Comida na Vida de Nelson Mandela” fala, além da vida e das suas batalhas internas e externas, dos pratos que não abria mão. “Todo continente africano prepara o Bobotie, mas ele é mais forte na África do Sul”, declara a chef de cozinha Selma Reis, do restaurante Zefinha Bistrô, que fez uma releitura da iguaria.

“O Bobotie é um prato de carne moída, como uma torta de carne. Você prepara, depois faz uma batida de ovos e especiarias, e coloca pra assar. Mesmo condimentado, é muito gostoso”, aponta ela. Com curry, cúrcuma, amêndoas e louro, Selma destaca que, ainda que tentemos, não conseguimos condimentar o prato assim como os africanos. “Porque temperamos a comida, mas não como pessoas acostumadas a especiarias. Carregamos mais no alho, cebola, outras coisas”, complementa ela.

Relações

Alguns pratos conhecidos no Brasil, por sua vez, abrangem discussões acerca de suas origens e de sua relação com a África. Um deles, segundo Reis, é o churrasco. “Só que o churrasco deles é diferente. Lembra mais o churrasco americano, porque enquanto colocamos muito menos temperos na carne, os americanos e africanos, não”, afirma Selma, ressaltando que africanos utilizam um mix de ervas para incorporar na carne de churrasco.

Outro prato cuja origem é bastante especulada é a feijoada. “A feijoada é muito contestada. Todo mundo dizia que era um alimento africano, mas existe toda uma rede de contestação dizendo que ela foi um resultado brasileiro vindo a partir dos negros que foram escravizados, que comiam os restos das casas dos patrões. Eles comiam as partes nobres do porco, deixavam os restos lá e os negros colocavam no feijão deles”, informa a chef de cozinha. “Existe muito consumo de feijão na África, há vários pratos com feijão por lá. Mas são preparados diferentes do nosso modo”, pondera Selma.

O brasileiro deve muita coisa aos negros e à cultura africana, principalmente em relação às contribuições na área da gastronomia. É o que Selma defende. “Existe todo um histórico de grandes cozinheiras negras. Um exemplo aqui em Manaus que nos ensinou bastante foi o Mestre Pereira, que já se foi. Um banqueteiro maravilhoso, que falava francês e que preparava maravilhosos filé ao Chateaubriand e um Crepe Suzete. Era incrível, todo cheio de histórias”, completa ela.

Receita
BOBOTIE

Ingredientes

1- kg de carne moída (patinho)
1- fatia grossa de pão
1- xícara (chá) de leite
1- cebola grande (picada em fatias bem finas)
12- amêndoas (descascadas e picadas)
2- colheres (sopa) de margarina ou óleo
1- colher (sopa) de curry
1- colher (chá) de curcuma (colorau amarelo)
75g- de uvas passas sem sementes
10- damascos desidratados
4- colheres (sopa) de suco de limão
6- folhas de louro
- SalPimenta - do - reino
- Folhas de louro

Modo de preparo

1- Corte o pão em pedaços 2- Coloque - os em uma tigela e cubra com 1/2 xícara de leite, deixe de molho por alguns minutos. 3- Depois, amasse o pão levemente com um garfo.Esquente a margarina ou o óleo em uma frigideira de ferro, em fogo brando. 4- Frite as cebolas por 5 minutosTire do fogo e misture todos os ingredientes, menos os ovos e o leite. 5- Em uma forma refratária, pressione sobre as folhas de louro. 6- Bata os ovos, com o leite que ficou reservado. 7- Tempere com sal e pimenta, jogue sobre a mistura de carne 8- Aqueça o forno à 170°c.Asse por aproximadamente 45 minutos, até que os ovos e o leite se incorporem à massa e a carne esteja cozida. 9- Para decorar, coloque algumas folhas de louro sobre a carne.

Publicidade
Publicidade