Domingo, 23 de Junho de 2019
Vida

Psicólogos recomendam terapia como método para ver realidade com mais clareza

Os profissionais concordam que não existe uma idade certa para iniciar um processo terapêutico, pois o que mais se leva em consideração é o bem-estar do paciente



1.jpg "Depois de um atendimento, o paciente se sente reestruturado e seguro para tomar suas decisões", afirma a psicóloga Karina Alecrim
07/12/2013 às 19:44

De perto ninguém é normal. É possível que você já tenha escutado ou até dito essa frase em algum momento. A verdade é que, segundo dizem os especialistas, esse pensamento faz sentido. A psicóloga Karina Alecrim afirma que a terapia serve para ajudar as pessoas a verem a realidade com clareza, já que estão com a visão distorcida, normalmente, por conta de alguma insegurança, medo, ansiedade... Esses sentimentos que afetam qualquer mortal.

A psicóloga Jaqueline Sembrani esclarece que é muito diferente ter uma conversa informal com um amigo e dialogar com um profissional que conduz uma terapia. “Jamais aconselhamos, opinamos ou condenamos um paciente. Interferimos sem dar respostas, mas estimulando o paciente a chegar nelas”.

Preconceito

A especialista Aretuza Cortez confirma que é comum parte das pessoas terem vergonha de ir ao consultório de um psicólogo. Ela explica que é complicado, para elas, admitir que precisem de ajuda, mas o problema pelo qual estão passando exige essa medida. “Esse tipo de paciente depois que desabafa e conta coisas difíceis sobre a vida dele, conclui o atendimento com perguntas como: ‘Eu sou louco mesmo?’, ‘Qual meu diagnóstico?’, ‘Será que eu preciso de remédio e psiquiatra também?’, ‘Meu caso tem solução?’”.

Para Jaqueline Sembrani, as séries e filmes que abordam esse assunto, como o caso do “Sessão de terapia” do canal GNT, colaboram ao mostrar essa possibilidade e causar curiosidade no público. “Esses programas ajudam a acabar com a cultura do preconceito”.

Idade certa

Os profissionais concordam que não existe uma idade certa para iniciar um processo terapêutico, o que mais se leva em consideração é o bem-estar do paciente, esse é o grande objetivo de qualquer linha terapêutica.

“Não existe uma idade certa, mas acredita-se que quanto mais cedo melhor para que os conteúdos reprimidos, por exemplo, não fiquem mais difíceis de serem trabalhados com o decorrer dos anos”, destaca Aretuza Cortez.

Psicólogos no divã

“Todo terapeuta precisa ser terapeutizado”, afirma a psicóloga Karina Alecrim, que recebeu alta após 15 anos. Ela afirma, ainda, que não é ético prestar atendimento sem antes fazer terapia. Além disso, pode ser muito perigoso para os pacientes.

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.