Publicidade
Entretenimento
Vida

Que nem bumbum de neném: os cuidados para a pele dos pequenos

Mais sensíveis que os adultos, recém-nascidos e crianças novinhas precisam de uma atenção especial no tratamento da pele no dia a dia 15/08/2015 às 11:20
Show 1
Alguns cuidados que os pais devem ter com a pele de bebês como Isac, de 4 meses
Andreza Cunha Manaus (AM)

Sol, roupas, produtos de limpeza e até produtos de beleza podem causar danos à pele. Se nós precisamos nos preocupar, imagina os cuidados necessários para quem tem esse órgão ainda mais sensível, como é o caso de recém-nascidos e crianças novinhas? 

De acordo com a dermatologista Cláudia Puga, a pele de bebês e crianças exige atenção, especialmente nos dias quentes. Entre eles estão “Manter o recém-nascido em ambiente com temperatura agradável; vesti-lo com malhas de algodão confortáveis, sem manga e de cores claras; mantê-lo seco, trocando roupas suadas e fraldas úmidas; evitar contato direto da pele com produtos químicos; evitar exposição solar intensa e dar banho conforme necessidade”, lista.

Mãe do pequeno Isaac, de apenas quatro meses, a jornalista Keyti Lopes diz ser muito cuidadosa com a pele do filho que, apesar de transpirar muito, ainda não apresentou brotoejas. “Isaac é muito branquinho e gordinho, então tenho um cuidado a mais com ele. Por transpirar demais eu dou banho duas vezes ao dia (nunca à noite) e utilizo um sabonete líquido de glicerina hipoalergênico. A médica proibiu o uso de hidratantes e óleos para evitar o surgimento de alergias, até porque ele é muito novinho”, explicou a mãe do pequeno. Keyti se diz muito preocupada com o surgimento de assaduras por conta das fraldas descartáveis.

Ela explica que já tentou usar as fraldas de pano mas, por conta da falta de praticidade, prefere usar as descartáveis com algumas precauções. “A fralda descartável é revestida de um material ‘plástico’ e que esquenta a parte íntima do bebê, então tentei usar as fraldas de pano, mas ele faz muito xixi [risos] e o pano não absorve como a descartável, por isso antes de colocar a fralda eu uso uma pomada que tem vitamina A e D e que protege contra a assadura não só por causa do material, mas que as próprias substâncias da urina e das fezes causam na pele do bebê”, disse. 


A pele do Miguel, de 3 anos, também requer cuidados

Outras precauções fazem parte do ritual diário de cuidados com a pele do pequeno Isaac. Dentre elas está o uso de roupinhas leves e 100% algodão, além do acompanhamento médico. “Lavo as roupinhas do Isaac com sabão neutro, não uso amaciante e elas são logo passadas. Sigo todas as orientações da pediatra e digo que os quatro passos essenciais no cuidado com a pele do meu filho são: uso básico de sabonete nos banhos, a pomada de prevenção a assaduras, o uso de roupas leves -em casa ele só fica de fralda e camisetinhas -e, claro, eu o hidrato muito”, destacou Keyti. 

Serelepe e falante, Miguel Cabral de três anos de idade é um caso bem peculiar. A mãe do menino, Jorgeane Farias, garante que ele nunca teve problemas de pele como brotoejas e assaduras. “Desde bebezinho eu sempre tive os cuidados que toda mãe tem, como lavar a roupinha à mão e com sabão neutro e a atenção com a temperatura da água na hora de dar banho. Eu sempre coloquei roupas leves nele e hoje em dia uso o protetor solar e evito sair com ele quando o sol está muito forte. Na escolinha, as professoras têm o cuidado de passar talquinho para ele não assar, devido o calor. Realmente graças a Deus ele nunca apresentou alergias ou manchinhas. O único alerta do médico dele é com produtos de cheiro forte, mas isso é porque ele tem asma e faz tratamento”, disse a mãe.

Indicações da dermatologista Claudia Puga

- As roupinhas podem ser lavadas com sabão de coco ou neutro, em barra ou líquido. Não aplicar amaciantes, alvejantes, removedor de manchas ou sabão em pó comum durante a lavagem, tampouco soluções ou perfumes ao passar a ferro. Isso vale também para lençóis e outros tecidos que entram em contato com a pele do bebê. 

- As roupas mais adequadas são as elaboradas com tecido 100 % algodão, fechadas por meio de velcro ou botões de pressão. No calor mais intenso, usar peças leves e confortáveis. 

- As roupas escuras absorvem mais radiação solar do que as claras, aumentando a sensação de calor de quem as veste. Por conta disso, podem predispor ao aparecimento de brotoejas.

- O médico, pediatra ou dermatologista é o profissional capacitado para prescrever o tipo de hidratante adequado à pele infantil, a fim de evitar irritabilidade e alergias. O uso de hidratantes está indicado no cuidado diário da pele seca e em algumas dermatites, como a atópica.

- Os filtros solares devem ser adotados a partir dos 6 meses de vida, sempre atentando para utilização de formulações direcionadas aopúblico infantil. Antes dos 6 meses de vida, evitar exposição solar entre 10 e 16 horas e proteger o bebê da radiação ultravioleta através do uso de chapéus e roupas apropriadas, já que a pele ainda é muito sensível e há risco de queimaduras.

- As crianças maiores também merecem atenção especial nos dias quentes: uso de roupas frescas e claras, chapéus, óculos e aplicação de filtro solar pelo menos 30 minutos antes de sair de casa, além de ingestão hídrica adequada, ajudam na manutenção da saúde da pele.

- Recém- nascidos devem ter banhos rápidos, de cerca de cinco minutos e os  agentes de limpeza devem ser líquidos, sem fragrância e com ph neutro. A temperatura da água ideal é 37ºC e buchas e esponjas devem ser evitadas. Especialistas indicam dois banhos por semana até que o bebê comece a engatinhar, aumentando a frequencia lugares quentes.

Publicidade
Publicidade