Publicidade
Entretenimento
Vida

Que tal uma tapioca diferente? Inovação misturou cores e sabores no popular prato do AM

Tradicional tapioca ganhou recheios e aparência diferenciada. Sabores vão de açaí, cenoura, couve, beterraba e até tapioca de café 25/05/2015 às 16:13
Show 1
Suely Paz é a responsável pela novidade, na Tenda da Tapioca
NATHÁLIA ANDRADE Manaus

É tradição: no café da manhã da maioria dos amazonenses não podem faltar itens regionais como tucumã, pupunha, banana frita e a famosa tapioquinha, iguaria que deixou de fazer sucesso apenas na parte de cima do mapa e ganhou as mesas das regiões Centro-Oeste, Sul e principalmente Sudeste do País.

Buscando realizar o sonho de ser dona do próprio negócio, a amazonense Suely Paz, 42, decidiu se dedicar a um novo empreendimento e, desde a última sexta-feira, 22, comanda a Tenda da Tapioca, no Campos Elíseos, onde é possível encontrar desde os recheios mais tradicionais até a novidade do momento: as tapiocas coloridas, com recheio nada convencionais.

“A idéia surgiu quando eu assisti uma entrevista onde um cozinheiro de São Paulo apresentava tapiocas diferentes na cor e no sabor. Aquilo abriu minha cabeça e resolvi ‘meter a cara’. Desenvolvi outros sabores diferentes”, conta Suely.

Depois de realizar inúmeros testes onde a família e amigos próximos serviam como “cobaia”, experimentando as novidades, Suely chegou a cinco cores diferentes de tapioca. Mas ela avisa que não pretende parar por aí. “Temos a tapioca de açaí (roxa), cenoura (amarela), couve (verde), beterraba (rosa) e café (marrom)”, disse.

“Cada uma delas pode ser recheada com o que o cliente quiser, são aproximadamente 80 sabores diferentes de recheio. Agora estamos na fase de testes com outros sabores, como maracujá, cupuaçu, abóbora, chocolate e tucumã”, garante a empresária, que também oferece a tapioquinha do jeito que os amazonenses estão habituados: branquinha, com manteiga, queijo e outros recheios mais tradicionais.

Com a ajuda de consultores do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Suely tornou-se uma Microempreendedora Individual (MEI). “Fui convidada para uma palestra no Sebrae, me legalizei, batalhei por um financiamento pelo Banco do Povo para abrir meu empreendimento e consegui. Me sinto feliz de ter chegado até aqui fazendo o que amo, que é cozinhar”, comemorou.

Receitas secretas

Autodidata, Suely Paz procurou o curso de Auxiliar de Cozinha na Fundação Bradesco porque, mesmo depois de já ter desenvolvido as tapiocas coloridas, tinha o desejo de ter uma profissionalização.

“Conhecimento é tudo. Eu quis fazer o curso para ter um embasamento sobre tudo aquilo que eu já fazia na cozinha. E até os próprios professores da Fundação ficaram surpresos com as tapiocas”, explica ela, que mantém segredo sobre o preparo das gomas coloridas.

“Só digo que ficam uma delícia. Você sente o gosto do ingrediente diferenciado na massa, que dá o colorido, mas o sabor que prevalece é o da tapioca”, assegura. Com a proximidade os festejos juninos, a empresária espera popularizar ainda mais o produto e já em participação confirmada em dois grandes arraiais na cidade.

No espaço, que conta com três funcionários, uma tapioca individual custa R$ 10, mas também são vendidos os tamanhos médio (R$ 15) e grande (R$ 20).

Serviço

O que é: Tenda da Tapioca

Onde: Centro Comercial Lisboa, avenida Desembargador João Machado, 4181, Campos Elísios

Facebook: Tenda da Tapioca

Informações: 99357-7440/ 98137-8014

Publicidade
Publicidade