Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020
TÁ NA NOSSA TELA

RCC mantém os direitos de transmissão do Festival de Parintins

Após especulações, Rede Calderaro de Comunicação (RCC) fortaleceu a aliança com os bumbás Caprichoso e Garantido, e assegurou que os direitos de transmissão da festa dos bois estão mantidos com a emissora amazonense para 2020



BV0105-001F_55C8E564-41E9-4D8B-B037-EE7C03ED5958.jpeg Presidente do Boi Caprichoso, Jender Lobato, vice-presidente da RCC, Dissica Calderaro, CEO da Amazon Best, Waldo Garcia e Presidente do Boi Garantido, Fábio Cardoso, reafirmam compromisso para 2020
04/12/2019 às 19:07

O Festival Folclórico de Parintins é patrimônio cultural do Amazonas reconhecido em todo o mundo. E o que é da nossa terra, está na tela da TV A Crítica mais uma vez. A Rede Calderaro de Comunicação (RCC) fortaleceu a aliança com os bumbás Caprichoso e Garantido, e assegurou que os direitos de transmissão da festa dos bois estão mantidos com a emissora para 2020.

A parceria foi selada publicamente na noite desta terça-feira (3), durante o lançamento da venda de ingressos e pacotes para o Festival Folclórico de Parintins 2020, promovido pela Amazon Best, operadora oficial do festival. Na ocasião, os presidentes das duas agremiações exaltaram os laços entre os bumbás e a emissora amazonense.



“Existe uma história muito grande do grupo Calderaro com o Festival. Essa relação vem a cada ano se fortalecendo e ganhando proporções maiores. Com essa grade independente e com maior tempo de espaço para fazer uma programação regional, todo mundo ganha”, diz Jender Lobato, presidente do Boi-Bumbá Caprichoso.

“O Garantido mantém uma parceria de extremo sucesso com a RCC e isso historicamente fortaleceu muito nosso festival. Nós temos um contrato em vigência e em gratidão por todo investimento, carinho e respeito que o grupo tem com nós, nada mais justo do que honrarmos esse compromisso que sempre trouxe frutos extremamente positivos para festa”, reforçou o presidente do Boi-Bumbá Garantido, Fábio Cardoso.

Especulações

Após semanas de especulações quanto à cessão dos direitos de transmissão do festival para outra emissora, o vice-presidente da RCC, Dissica Calderaro, reforçou que o contrato sempre se manteve de pé e continua em vigor, o que garante a RCC como emissora oficial do evento.

Segundo Dissica, o que houve foi uma proposta por parte de uma segunda emissora, a qual foi rejeitada pelos presidentes de ambos os bumbás, que optaram por seguir com a parceria de anos.

“Os bois vieram dar uma satisfação revelando que receberam uma proposta de outra emissora. Eles vieram nos informar, falaram que foi uma proposta pífia, insignificante e nos comunicaram que iriam seguir aqui” explica o vice-presidente. 

“O contrato é vigente, irretratável e irrevogável. Estamos cumprindo e fazendo os investimentos necessários e os bois estão bem satisfeitos pelo que eles mesmos disseram. Ainda existem coisas para ajustar e a gente tem liberdade para trabalhar, podendo melhorar ainda mais o Festival”, acrescenta Dissica.

Novidades

Com os direitos de transmissão oficial do Festival de Parintins assegurados para o próximo ano, a RCC contará com pelo menos quatro veículos de comunicação para a cobertura das três noites de festa que em 2020 acontece nos dias 26, 27 e 28 de junho. Além da TV A Crítica, estarão presentes na Ilha Tupinambarana equipes do PORTAL A CRÍTICA e FM O DIA, além de conteúdo diário no jornal impresso.

“Existem algumas coisas que inclusive a gente não conseguiu colocar em prática neste ano por tempo hábil e que iremos levar para o ano que vem. Iremos treinar as equipes e produzir materiais exclusivos e ainda melhores. O mais legal é poder contar com muito mais tempo de transmissão, sem preocupação ou amarras. Com isso o festival vai ser bem mais divulgado que nos últimos anos”, explica Dissica.

Venda de ingressos

Começam nesta quinta-feira (5) as vendas de ingressos e pacotes de hospedagem para o 55º Festival Folclórico de Parintins, que em 2020 acontecerá nos dias 26, 27 e 28 de junho. O anúncio foi feito pela Amazon Best, operadora oficial da festa, em evento em sua sede, na noite desta terça (3).

Os preços dos ingressos não sofreram alteração em relação a este ano, vão de R$ 200 a R$ 1.150 e poderão ser adquiridos pelo site e também no escritório operadora, localizado na Rua Nova Prata, 225, Conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças.

“Este ano vendemos 100% dos lugares duas semanas antes do Festival, e a expectativa é que isso se repita em 2020. Também estamos negociando com a operadora aérea e esperamos na próxima semana já anunciar a venda dos voos”, afirmou o diretor-presidente da Amazon Best, Valdo Garcia.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.