Publicidade
Entretenimento
Vida

Redes de cinema começam a vender ingressos para estreia do novo filme de ‘Star Wars’

Estreia em dezembro de “Star Wars: O Despertar da Força” está cada dia mais perto. Venda de ingressos e novo trailer agitam os fãs da franquia 21/10/2015 às 10:32
Show 1
Em Manaus, as redes Kinoplex, UCI e Cinépolis já iniciaram as vendas de ingressos
LUCAS JARDIM Manaus

A venda de ingressos para a aguardada estreia de “Star Wars: O Despertar da Força”, novo episódio da saga intergalática criada pelo cineasta George Lucas, foi iniciada por várias redes de cinemas brasileiras nesta terça-feira (20).

Em Manaus, as redes Kinoplex e UCI, que operam nos shoppings Amazonas e Sumaúma Park respectivamente, já iniciaram as vendas, bem como a rede Cinépolis, que vai realizar sessões especiais em seus três complexos.

Considerando que a série é um sucesso estrondoso de público e conta com fãs fervorosos, a procura pelos ingressos foi voraz. “Da última vez que eu olhei [a página de compra], só estavam disponíveis os assentos para pessoas com deficiência”, contou Juçara Menezes, vice-presidente do Conselho Jedi Amazonas, organização que reúne entusiastas da saga de sci-fi no Estado.

No aguardo

Juçara falou que comprou o seu ingresso logo, mas que o Conselho está em negociações com as redes para organizar uma sessão fechada para os membros, que deve ser divulgada até o fim da semana.

Um dos que estão no aguardo é Aderson Jordão, fã da franquia desde seu primeiro filme, “Guerra nas Estrelas” (1977). “Eu lembro que ter visto ‘Guerra’ em um cinema da Sete de Setembro. Ele chegou com um ano de atraso em Manaus, mas a sessão lotou e eu sentei no chão. Tudo foi mágico”, disse Aderson.

Ele está combinando de ver o filme com outros fãs, com direito a fantasias e tudo, mas ele não deve ir sozinho: seu filho Igor, hoje com 18 anos, também é vidrado na série e deve lhe acompanhar no cinema no dia 17 de dezembro.

“O Igor foi criado com Star Wars. Em 1998, foi até o tema de aniversário dele. Tenho uma coleção gigantescas de brinquedos e acessórios da série e montei todo um cenário. Até pedi para trazerem mais coisas de fora para a ocasião”, contou.

A criação acabou rendendo a Aderson um companheiro no fascínio pelo universo da “galáxia tão, tão distante” mais famosa do cinema. “Para você ver, o trailer que saiu recentemente, foi meu filho que montou vigília na internet para baixarmos e vermos antes de todo mundo”, concluiu Aderson.

Mistérios continuam

O início da venda de ingressos para a estreia de “O Despertar da Força” não foi a única coisa que mobilizou os fãs da saga esta semana. Na noite desta segunda-feira (19), o terceiro trailer do filme, mais longo que os anteriores, foi exibido no intervalo de uma partida de futebol americano da NFL, Philadelphia Eagles contra New York Giants.

O trailer, lançado na rede logo após sua estreia na televisão americana, manteve boa parte dos mistérios acerca dos novos personagens Finn (John Boyega) e Rey (Daisy Ridley) - mostrando várias cenas já vistas - e do vilão Kylo Ren (Adam Driver), anunciado como um adorador do clássico antagonista Darth Vader.

“Eu e meu filho estamos com a ansiedade a mil por conta do trailer. Espero as melhores coisas como fã, claro, apesar de estar um pouco receoso com o envolvimento da Disney, que pode levar o rumo da série a algo mais ‘censura livre’”, contou Aderson.

Ele relembra que o último filme da série, lançado em 2005, tinha censura 16 anos e não era exatamente voltado para crianças, mas crê que a decisão da Disney em manter suas propriedades intelectuais como a Marvel e a Pixar em alta deve manter a qualidade do novo capítulo da franquia.

O envolvimento de George Lucas também pesa a favor do novo longa, algo que Juçara também reforçou. “O Lucas não é bobo. Ele está lá para manter a história no rumo que ele criou”, disse.

Trailers e teorias

Com o novo trailer, a grande pergunta que fica é: onde está Luke Skywalker? Herói da trilogia original de filmes, o cavaleiro Jedi não deu as caras em nenhum dos vídeos de divulgação do novo filme, o que tem deixado alguns fãs especulando sobre sua participação na trama.

“Bom, ele pode ter sido sequestrado, por tudo o que sabemos. As únicas dicas que temos é uma narração que apareceu no segundo trailer e uma mão metálica que aparece tocando o R2-D2, que podem ser dele”, confabula Aderson.

Uma teoria de fã que tem ganhado terreno é a de que Luke seria, na verdade, o vilão Kylo Ren, algo que Aderson considera, mas Juçara acha improvável. “Apesar da nova série dizer que não vai se basear nos livros relacionados a Star Wars [o chamado Universo Expandido], tem algumas das coisas dele que eles não vão conseguir evitar. Uma delas é que Luke deverá ser um grande líder Jedi na época em que o filme se passa”, explicou a vice-presidente do Conselho Jedi do Amazonas.

Publicidade
Publicidade