Publicidade
Entretenimento
Vida

Remix une Iggy Azalea, Rita Ora e hit da banda amazonense Carrapicho

O hit “Black Widow”, de Iggy Azalea com participação de Rita Ora, ganhou uma releitura assinada pelo DJ Boss in Drama 29/10/2014 às 13:20
Show 1
Remix une Iggy Azalea e Carrapicho
rafael seixas ---

Já imaginou juntar Iggy Azalea, Rita Ora e o grupo amazonense Carrapicho? Certamente a reposta é não. Mas, acredite, há quem pensou e fez este “encontro” acontecer. O DJ paranaense Boss in Drama, radicado há anos em São Paulo, famoso na cena alternativa, fez um remix para o hit “Black Widow”, de Iggy com participação de Rita, colocando no meio o clássico nacional dos anos 90, “Tic, tic, tac”, da banda Carrapicho. A mistura, segundo muitos internautas, é nostálgica.

“Em todos os meus remixes busco colocar uma coisa bem brasileira, brazuca, no meio da música. No remix de ‘Black Widow’ queria fazer algo com a música feita no Amazonas, tava com o boi-bumbá, mas daí veio a ideia de homenagear o Carrapicho. Depois manipulei o sample para trabalhar com o vocal das divas”, disse o DJ Boss in Drama, que já fez outros remixes como “Problem”, de Ariana Grande, com participação de Gretchen, e “Anaconda”, de Nicki Minaj.

“Cara, eu dançava as músicas do Carrapicho na escola. Acho que todo mundo, hoje com seus 20 e poucos anos, quem foi criança nos anos 90, viveu isso. É muito legal quando se coloca essas pitadas de nostalgia no meio do remix, porque isso causa lembranças nos ouvintes, em quem escuta música pela Internet ou na pista. Todo mundo que baixou a música, fiquei lendo os comentários, disse que foi uma surpresa boa e que não escutava há tempos o Carrapicho”, acrescentou.

Próximos projetos

Péricles Martins, o Boss In Drama, está com alguns outros remixes na “manga”, mas não pode adianta nada porque estragaria as surpresas. Além disso, nesses próximos dois meses, ele pretende focar mais nas suas músicas autorais. “Quero lançar uma autoral antes do final ano, contando com uma participação especial. Escrevo, produzo e trago um artista da música pop brasileira, que eu goste, para colaborar”, explicou o DJ, que esteve em Manaus em 2014.

“Fui para tocar num festival (Hey You Music Festival), mas a minha apresentação foi cancelada, só que deu para conhecer a cidade. Fui ao Teatro Amazonas, que é um dos lugares mais lindos do Brasil para mim, assisti a uma ópera e fiquei emocionado. Quero muito voltar aí para tocar, gosto bastante do povo do Amazonas”.

Agradecimento

A homenagem foi bem recebida por Zezinho Corrêa, líder do Carrapicho, que já escutou o hit. “Achei sensacional pelo fato do Carrapicho ser lembrado. Li a matéria (que saiu no site Papel Pop), e ele (Boss) disse que pensou em colocar em pauta coisas da Amazônia, por isso homenagear o Carrapicho. Isso comprova que o sucesso do grupo ficou na história e que não será esquecido. É uma história bonita. Fico feliz e aliviado em saber que o nosso objetivo foi cumprido”, declarou o vocalista do grupo.

“Fiquei recentemente dez dias na França gravando programas de TV com plateia, e é impressionante como todos ficam de pé para dançar nossas músicas. Essa chama continua em todos os lugares do mundo e dificilmente se apagará. Fiquei muito feliz com a homenagem, achei tudo maravilhoso, deu tudo certo”, complementou.

O DJ Boss in Drama quer tocar na capital amazonense, agora não poderá deixar de chamar Zezinho Corrêa para fazer uma brincadeira no palco.

Download

O remix de “Black Widow” já está disponível para download gratuito no Facebook do Boss In Drama.

Formato

De acordo com Zezinho Corrêa, o Carrapicho está estudando resgatar a batida tradicional do boi-bumbá, com mais percussão, para o seu próximo projeto. A intenção do grupo é fazer um CD acústico, a ser lançado antes do próximo Festival Folclórico de Parintins.

Publicidade
Publicidade