Publicidade
Entretenimento
Vida

Resgatando o triângulo da juventude com o preenchimento facial moderno

Técnicas de preenchimento facial estão mais avançadas e conferem resultados mais naturais, deixando para trás os antigos efeitos "plastificados" 21/08/2015 às 10:20
Show 1
Dra. Patrícia Bandeira de Melo mostra como ocorre o processo de quadralização
Loyana Camelo Manaus (AM)

As técnicas de rejuvenescimento facial sempre foram campo de constante estudo para os dermatologistas. Nos últimos tempos, o esforço conjunto esteve fincado principalmente na desconstrução de alguns clichês, e talvez o maior de todos seja aquele que liga o preenchimento a uma aparência plastificada e artificial.  Hoje a tendência é justamente o contrário:  as mais novas técnicas valorizam a aplicação de uma quantidade menor de produtos e um resultado harmônico, proporcional à idade. E isso só foi conseguido por meio de estudos que mostram de forma cada vez mais evidente que os efeitos do tempo não estão apenas visíveis naquela ruga que tanto incomoda - há muito mais por trás.

Uma forma simples de visualizar o envelhecimento é a analogia usada com o triângulo. A dermatologista Dra. Patrícia Bandeira de Melo, à frente da Dermatoclínica, explica que notar a jovialidade de uma pessoa é fácil quando o terço superior (área do osso zigomático, localizado logo abaixo dos olhos) é maior do que o terço médio, e este, maior que o inferior (queixo). 

“Quando nascemos, temos uma grande sustentação nesse osso. Essa área é o pilar que segura e dá firmeza à face jovem, cujo padrão se assemelha mais ou menos a um triangulo invertido. À medida que vamos envelhecendo, vai acontecendo o que hoje a medicina chama de quadralização da face. O rosto passa do triângulo para o formato de quadrado”, explica a médica. A razão disso está na perda das estruturas de sustentação - as proeminências ósseas e os compartimentos de gordura da face vão, aos poucos, sendo reabsorvidos pelo corpo.  “A pele não tem mais onde ancorar e ela literalmente escorre. E o que era triangular, desce e passa a ser alargado”, diz.

Raiz do problema

Dra. Patrícia exemplifica que, até pouco tempo, a aplicação da toxina botulínica resumia-se eliminar rugas de forma pontual. Porém, o restante da face continuava a “cair”  com o tempo e o paciente observava o aparecimento de mais e mais rugas sem que a real raiz do problema fosse resolvido. Como um prédio sem boas fundações.

“Isso ocorre porque quem envelhece não é só a pele: são os ossos e os músculos”, frisa a médica, ressaltando estudos feitos inclusive a partir da ossada de cadáveres, os quais constataram que com o passar dos anos também vamos perdendo nosso arcabouço ósseo. 

Baseado nisso, hoje o processo de revolumerização (devolver o volume)  da face é mais completo, verdadeiro e eficiente em termos de resultados. “Entendendo esses compartimentos de revolumerização, nós dermatologistas conseguimos com pouca quantidade de produto (preenchedores cutâneos) e até menos trabalho, reconstruir o padrão de jovialidade de uma face”, afirma a dermatologista.

O tempo não para

Dra. Patrícia faz questão de deixar claro que os produtos usados para isto devem ser  reabsorvíveis.  De nada adianta colocar algo estático em uma face que ainda se modificará com o passar dos anos.“Defendo o uso de preenchedores temporários, sempre. Nós dermatologistas  entendemos que o processo de envelhecimento é continuo e dinâmico”, pondera.

A ideia, segundo a médica, não é eliminar os efeitos do tempo, e sim, minimizá-los. “Precisamos envelhecer sim, mas hoje a medicina mostra que com conhecimento da anatomia, pode reconstituir a sua jovialidade sem dar o aspecto plastificado, artificial”. E isso faz muito bem para a autoestima.


SAIBA +

Quanto antes, melhor: o processo de quadralização do rosto inicia, boa parte das vezes, a partir dos 30 anos, segundo Dra. Patrícia Bandeira de Melo. A depender de questões genéticas ou de estilo de vida, as rugas podem até surgir antes ou depois. A médica diz que a prevenção das rugas por meio da aplicação da toxina botulínica em quem tem mais pré-disposição não é má ideia. “Pessoas com grande força muscular grande no rosto e pessoas muito expressivas, se não fizerem a profilaxia,  aos 30 anos já terão rugas estáticas”.

Atitudes preventivas:

- Exposição solar somente com o uso de protetor;

- Beber no mínimo 2 litros de água por dia para manter sua pele hidratada e ajudar a eliminar as toxinas; 

Evitar  excessos de gordura  e  açúcar na dieta. Quase tudo que é muito calórico e rico nestes dois itens piora a pele, como doces, pizza, massas e bolos;

- Consumir frutas ricas em vitamina C como laranja, limão, abacaxi, preferencialmente com  proteínas, pois  assim estas aumentam sua absorção.

Publicidade
Publicidade