Publicidade
Entretenimento
Vida

Reunião cultural: integração entre artes em saraus

Artistas e apreciadores de arte apostam cada vez mais nesse tipo de iniciativa em integrar artes em saraus 17/06/2013 às 09:14
Show 1
O Arawak Jungle Hostel faz saraus sempre na lua cheia
Rafael Seixas Manaus (AM)

Encontro cultural onde as pessoas se reúnem para se expressar artisticamente, bastante comum no século XIX, o sarau vem sendo redescoberto e conquistando mais espaço em Manaus. Nessas iniciativas, unem-se pessoas e artistas de todas as idades e segmentos – da dança, poesia, literatura, música, entre outros - para quem o importante é repartir, compartilhar, culturalmente suas ideologias.

Apaixonado por arte e natureza, o empresário Wagner Cardoso promove esse encontro cultural em seu hostel, o Arawak Jungle, localizado no município de Iranduba, sempre em dias de lua cheia. A última edição do “Sarau da Floresta”, realizada mês passado, contou com diversos artistas, como Fabiano Barros (performances), Pereira (cantor e compositor), banda Cabocrioulo e Chico Moreira (instalação artística). O público que compareceu ao local foi expressivo.

“Nossa visão é fazer um resgate dessa tradição, um pouco esquecida pelas pessoas. Apresentamos o ‘Sarau da Floresta’ como uma alternativa para aqueles eventos ‘batidos’, consagrados, fazendo algo que as pessoas possam realmente participar. Acreditamos que a interatividade é fundamental, importante, para o processo de reconexão com a floresta, já que o sarau é feito na floresta, com fogueira”, disse Wagner Cardoso, afirmando ainda que essa experiência mexe com inconsciente.

“O sarau traz uma paz, uma sensação de satisfação grande, porque é a energia positiva das pessoas que comanda”, declarou.

E foi justamente esse prazer que o guitarrista da Cabocrioulo, Daniel Oliveira, experimentou. Ele nunca tinha participado de um sarau até o feito no local.

“Eu achei muito legal. (...) Tinha um cara tocando João Bosco, um cara da Bahia, expositores, muitas pessoas. Ficou um negócio interessante, bem ‘vamos brincar’”.


Da terra

Também empresária, Elzira Martimiani, proprietária da Casa da Pamonha (rua Barroso, 375, Centro), contou que faz saraus no seu estabelecimento há cinco anos. Ela, natural de São Paulo, ao chegar à cidade, ficou encantada com talento dos artistas, daí surgiu a ideia de desenvolver o evento.

Na Casa da Pamonha, sempre na última quinta-feira do mês, às 18h30, acontece uma reunião, onde comparecem poetas, músicos e artistas plásticos. Entre os talentos da terra que já se apresentaram no local estão o poeta Thiago de Mello, a cantora Karine Aguiar e o grupo regional Raízes Caboclas. A entrada é franca.


Afável

Integrante do grupo de poetisas Formas em Poemas, Franciná Lira, faz esse tipo de encontro na casas de amigos e em algumas instituições. “É um momento em que há compartilhamento dos poemas, onde passamos a conhecer o trabalho um do outro quanto poeta. Há uma mistura de ideias, ideologias, é um momento agradável”.Fotos: Divulgação

A Casa da Pamonha realiza mensalmente um sarau, reunindo além de poesia, artistas de diversos segmentos culturais

Encontro de talentos

Os amantes da música e literatura já podem se programar para um encontro marcante que acontece no próximo dia 20 (quinta-feira), na Biblioteca Pública Municipal João Bosco Pantoja Evangelista, situada na rua costa Azevedo, 216, Largo São Sebastião – Centro. Trata-se do “Sarau da Cidade”, evento que tem a proposta de reunir poetas, escritores, músicos e todos os interessados no segmento artístico e literário da cidade.

A programação começa às 18h, e contará também com a participação do cantor e compositor Junior Rodrigues acompanhado de seu grupo, apresentando clássicos do chorinho com violão, cavaquinho, pandeiro e flauta.

Outra participação muito especial é a do tenor Miquéias William, interpretando clássicos da música lírica como “O Sole Mio”, de Capua, e ‘Lua Branca”, de Chiquinha Gonzaga.

O diretor presidente da Fundação Municipal de Cultura/Eventos e Turismo (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula, destacou que a iniciativa vem reforçar as ações de movimentação cultural na cidade promovidas pela prefeitura, além de oferecer novos espaços voltados para o segmento.

A Biblioteca Pública Municipal funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Em julho

A próxima edição do “Sarau da Floresta”, do Arawak Jungle Hostel, será feita em julho, conforme adiantou Wagner Cardoso, proprietário do espaço. Informações pelo site www.arawakhostel.com ou pelos números (92) 9234-1032 e 8236-4882.

Versos das poetisas

Os interessados em conhecer o trabalho das poetisas do grupo Formas em Poemas, podem acessar a página no Facebook (Formas em Poemas). No local é possível encontrar algumas das poesias dessas artistas.

Publicidade
Publicidade