Publicidade
Entretenimento
Vida

Risos e emoções: 'De Sol A Sol' retorna aos palcos

Dirigido e escrito por Roger Barbosa, espetáculo da Cia. Artcena é inspirado nas obras 'Vidas Secas' e 'Os Sertões' 24/05/2013 às 13:31
Show 1
Trama acompanha irmãos que acabaram de perder a mãe
Gabriel Machado Manaus, AM

Depois de duas sessões com direito à casa cheia no ano passado, o espetáculo “De Sol a Sol”, da Cia. Artcena, retorna aos palcos amazonenses para uma temporada completa no Teatro Direcional (Manauara Shopping, piso Buriti). As apresentações acontecerão sempre às quintas-feiras, a partir das 20h30, durante todo o mês de junho.

Dirigida e escrita por Roger Barbosa, a peça é inspirada nas obras “Vidas Secas” e “Os Sertões”, de Graciliano Ramos e Euclides da Cunha, respectivamente; e nas histórias familiares que o diretor cresceu ouvindo. “Sempre fui muito apaixonado pelo sertão, minha família é toda de lá. Cresci escutando as histórias da minha tataravó, Maria Brasilina, que estava bem acima do seu tempo”, completou Roger.

“De Sol a Sol” mostra a trajetória de uma família formada pelos irmãos Severino, Solidade, José, Jesuína e Maria de Lurdes. Após a morte da mãe, o irmão mais velho retorna de um longo período se aventurando pelo sertão e tenta retomar o controle sobre a família, com o intuito de manter todos unidos e lutando pela sobrevivência em uma das piores secas da história.

“São 18 personagens, todos com suas respectivas tramas. Entre elas, nos deparamos com histórias ricas, como a luta do nordestino pela sobrevivência e a atuação dos órgãos públicos durante a maior seca da história”, destacou o diretor.

Mudança

Como Roger mesmo define, o teatro é uma arte em constante mudança, e “De Sol a Sol” não foge à regra. Para a sua reestreia no Teatro Direcional, o espetáculo passará por algumas alterações.

“O teatro é muito vivo e, nos ensaios, sempre vai surgindo coisa nova. Na peça, a diferença mais efetiva acontece na cena da grande festa. Como da última que a encenamos era aniversário de Manaus, transformamos este evento em uma grande festa para a cidade. Agora, como vamos estrear em junho, vamos transformá-lo em uma festa junina. Será bem divertido”, revelou.

Cômico

Mesmo com as dificuldades ocasionadas pela seca, a peça abre espaço para uma outra característica do sertanejo: a alegria. Durante a grande festa de São João, o espectador irá se deparar com diversas situações cômicas. “Teremos um cabaret e as suas famosas ‘quengas’, que serão responsáveis pelas cenas engraçadas”, adiantou o diretor, referindo-se às personagens Raimunda e Arlinda, que, cansadas de serem exploradas, resolvem enganar o seu chefe.

Com figurino assinado por Cléa Rodrigues, “De Sol a Sol” possui em seu elenco os atores Adriana Santos, Anna Emília, Anilton Neto, Ariane Feitoza, Davy Chaves, Francisco Mendes, Greyce Carlos, Jean Linhares, Kamila Jeniffer, Leonardo Novellino, Maria Gadelha, Magda Carvalho, Mariana Baldoino, Patricia Botelho, Vicente Henrique, Viviane Maia, Wanderleia Isabel e Wilson Junior.

Força do elenco

Segundo Roger Barbosa, não é apenas a trama de “De Sol a Sol” que prende o espectador do início ao fim do espetáculo. Para ele, outro fator colabora para o sucesso da peça: o seu elenco; recheado de nomes conhecidos do teatro amazonense e jovens novatos, que começaram na própria escola do Artcena.

“O que mais encanta e recebe elogios do público é a garra dos atores em cena. Essa união que acontece entre os artistas mais experientes e os novos nomes que vêm surgindo fica bem evidente na peça”, elogiou o diretor.

Graciliano Ramos é homenageado na Flip

A 11ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) será menos pop e mais “cabeça” e interdisciplinar, incluindo mesas com arquitetos, historiadores de arte, cineastas e músicos. O escritor Graciliano Ramos é o homenageado da edição, que será lançada com um show intimista do cantor Gilberto Gil.

A abertura do evento ainda contará com a participação do amazonense Milton Hatoum (“Relato de um certo oriente”, “Dois irmãos” e “Cinzas do norte”), que vai palestrar sobre as obras de Graciliano (1892-1953).

Mais atrações

O principal convidado da Tenda dos Autores na festa, de 3 a 7 de julho, será o francês Michel Houellebecq, vencedor do Prêmio Goncourt e autor de “O Mapa e o Território” (Record). Ele chegou a confirmar presença na Flip de 2011, mas acabou cancelando a participação.

Entre os nomes que ainda não haviam sido anunciados, estão o americano Tobias Wolff, que dividirá mesa com o norueguês Karl Ove Knausgard, e o escritor e editor italiano Roberto Calasso, em debate com a filósofa suíça radicada no Brasil Jeanne Marie Gagnebin.

O irlandês John Banville, vencedor do Man Booker Prize 2005 por “O Mar” (Nova Fronteira) e que lança pela Globo o romance “Luz Antiga”, dividirá mesa com a contista americana Lydia Davis, vencedora do Man Booker Prize Internacional 2013 e cuja obra “Tipos de Perturbação” foi lançada recentemente pela Companhia das Letras.

Arte

Na área de arquitetura, haverá um debate entre o americano Paul Goldberger e o português Eduardo Souto de Moura, vencedor do prestigioso Prêmio Pritzker 2011. Em outra mesa, o historiador de arte T.J. Clark falará sobre o quadro “Guernica”, de Picasso.

Serviço

o que é: “De Sol a Sol”

onde: Teatro Direcional - Manauara Shopping, piso Buriti

quando: às quintas-feiras, a partir das 20h30, durante todo o mês de junho

ingressos: R$ 20,00 (meia) R$ 40,00 (inteira)



Publicidade
Publicidade