Sábado, 25 de Maio de 2019
Vida

Ritmos amazônicos dão tempero a CD de estreia de Eduardo Branco, hoje radicado no Rio

MPB e ‘algo mais’: Hoje vivendo em terras cariocas, artista amazonense se prepara para lançar o primeiro álbum da sua carreira



1.jpg
Radicado no Rio de Janeiro, cantor volta às origens nortistas em novo álbum
11/01/2016 às 10:44

A busca por algo mais na carreira musical levou Eduardo Branco a trocar Manaus pelo Rio de Janeiro, ao lado de sua ex-banda Triplugados, sete anos atrás. Hoje em carreira solo e com um trabalho estabelecido no circuito musical do Rio, o cantor e compositor amazonense faz o caminho inverso e resgata as raízes musicais nortistas em seu primeiro disco. Batizado “Algo mais”, o álbum traz uma mistura de MPB e pop temperada com ritmos amazônicos.

“Em algumas músicas quis fazer esse tipo de fusão. Como pegar o marabaixo, ritmo musical típico de Macapá, e misturar um pouco com o pop rock”, comenta Branco, hoje cuidando dos preparativos para o lançamento do CD, que empresta o título de uma de suas faixas. “‘Algo mais’ é uma das canções de que mais gosto, e traz ainda essa procura, esse ‘algo mais’, que é o que quero mostrar no álbum”.

Conterrâneos

Ao todo, “Algo mais” terá oito faixas, sendo sete autorais e uma do compositor carioca Paulinho Mancha. Além da mescla de rock e marabaixo, que resultou na canção “Uma vez”, Branco cita ainda uma mistura de rap e boi-bumbá em “Amazônida”, esta com a participação especial do rapper amazonense Jander Manauara.

Outros artistas locais também participam de “Algo mais”. Um exemplo é Ygor Saunier, que assina a produção musical do álbum, gravado no segundo semestre do ano passado, em Manaus. “Na época, ele havia acabado de lançar um estudo sobre ritmos musicais amazônicos [o livro ‘Tambores da Amazônia’], então ‘morreu de colar’”, recorda Branco.

A cantora Karine Aguiar, que faz participação especial em “Se nós”, e o saxofonista Ítalo Jimenez, que toca em “Versão romântica”, são outros conterrâneos de Branco na ficha técnica do disco. “E todos os músicos participantes são de Manaus”, complementa o músico.

Produção musical

“Algo mais” estava nos planos de Eduardo Branco desde 2012, quando ele lançou “Vida de artista”, um EP com cinco faixas inéditas compostas por ele ainda em Manaus, ao lado da Triplugados. “Desde que gravei o EP, tinha a necessidade de fazer um CD com mais canções. Tinha muito mais músicas prontas, mas na época só queria mostrar aquelas cinco”, conta.

Gravado no Rio, com músicos de lá, “Vida de artista” foi o registro de Branco em sua trajetória individual. O amazonense, que se mudou para a capital carioca em 2009, ao lado dos colegas da Triplugados, passou à carreira solo com o rompimento do grupo, um ano depois. Depois daí, ele trabalhou de forma árdua para se firmar com sua música.

“Comecei a tocar um pouco nos bares, até conhecer uma galera maior. Agora estou bem, tenho uma base”, afirma o músico, que hoje se apresenta em casas noturnas e clubes da Costa Oeste do Rio, em cidades como Angra dos Reis, Paraty e Itaguaí, e da Zona Oeste da capital.

Trajetória e planos

Eduardo Branco iniciou sua carreira na música ainda na juventude, tocando em bandas e apresentações em igrejas, em Rio Branco. Em 2005, mudou-se com a família para Manaus, e um ano depois fundou a Triplugados ao lado de amigos também recém-chegados à cidade. “Nossa música misturava bastante coisa. Era um rock com blues, funk americano, soul music e jazz”, recorda.

Essa mistura de ritmos e gêneros se mantém na atual produção de Branco, agora acrescida da identidade musical nortista, como comprova o álbum “Algo mais”. Uma de suas preocupações, diz o músico, é não se limitar a estilos ou rótulos. “Defino minha música apenas como MPB, pois já engloba uma porrada de coisas, como o rock e os outros ritmos que uso para fazer fusões”, afirma ele, que deverá se apresentar em Manaus no fim deste mês (veja o destaque).

Com o novo trabalho, Branco espera estabelecer laços musicais entre Manaus e o Rio de Janeiro. “Eu e Ygor temos alguns planos de trabalho mais para a frente. Queremos tentar um intercâmbio da galera daqui com a daí de Manaus”, conclui.

Show

Eduardo Branco tem show marcado em Manaus no próximo dia 29, sexta-feira, no Les Artistes Café Teatro. A apresentação deverá contar com a participação de artistas locais e incluir canções de “Algo mais”. O lançamento do álbum, porém, ainda não está confirmado, devido à incerteza se o CD ficará pronto a tempo para a ocasião.

Perfil: Eduardo Branco

Nascido  em Manaus, é cantor e compositor. Iniciou a carreira na música na adolescência, participando de festivais e concertos de igreja. Em 2006, fundou a banda Triplugados, com a qual tocou em eventos como o Festival Universitário de Música e o Festival Amazonas de Jazz. Mudou-se com a banda para o Rio de Janeiro em 2009, e um ano depois iniciou carreira solo. Em 2014, participou do Festival de Jazz de Rio das Ostras. Lançou o EP “Vida de artista”, em 2012, e se prepara para lançar seu primeiro álbum, “Algo mais”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.